Últimas

Antônia Fontenelle sobre morte de Batoré: “Não passava de um cara covarde”

Após a morte de Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, Antônia Fontenelle usou as redes sociais para criticar o humorista. A apresentadora relembrou quando decidiu entrar com um processo contra Batoré, após ser chamada de ‘rapariga’ por ele. Em seu perfil no Instagram, Fontenelle disse que ‘não é porque uma pessoa morre, que vira santo’.

“Hoje morreu um cearense, que todos chamam de humorista, e que pra mim ele não passava de um cara covarde, machista e que me apontou, me julgou, foi cruel, foi covarde comigo, sem nunca ter me visto na vida, sem nunca eu ter feito nada com ele, o tal do Batoré. Agora um monte de gente: coitadinho, Batoré morreu! Coitadinho o c*, não é porque ele morreu, que ele passou a ser santo e vai morar com Deus”, disse.

“Eu estava processando ele, mas agora ele que preste conta com quem ele tem que prestar. Eu não tenho que perdoar nada, não sou Deus, quem tem que perdoar pelos feitos dele é Deus. Aqui eu estava discutindo no âmbito da Justiça, morreu, morreu. Agora dizer que era um cara exemplar, melhor comediante do mundo, que tá lá nos braços de Deus. Isso seria hipocrisia da minha parte, né? A verdade é pra ser dita. Essa é minha verdade ninguém precisa aceitar.”, finalizou Antônia. 

Via Chico Sabe Tudo

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem












Petrolândia Notícias