Petrolândia Notícias: Com carteira falsa de ‘promotor federal’, turista engana mulheres em apps de relacionamento, causa tumulto em praia de Pernambuco e é preso

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Com carteira falsa de ‘promotor federal’, turista engana mulheres em apps de relacionamento, causa tumulto em praia de Pernambuco e é preso


Um homem que estava hospedado em um hotel de luxo foi preso em flagrante com uma carteira falsa de “promotor de Justiça federal”, cargo que não existe, após causar tumulto na Praia de Muro Alto, em Ipojuca, no Litoral Sul.

De acordo com a Polícia Civil, o rapaz fingia ser funcionário do Ministério Público Federal (MPF) para tentar seduzir mulheres em aplicativos de relacionamento.

A prisão ocorreu na quinta-feira (10) e foi divulgada pela polícia nesta sexta-feira (11). De acordo com o delegado Ney Luiz Rodrigues, responsável pela prisão, a corporação foi acionada depois que pessoas que estavam na praia denunciaram o turista por causar tumulto, apresentando-se com o cargo falso.

O turista, que é natural de Belo Horizonte (MG), provocava discussões no trecho da praia em que fica o resort de luxo em que ele estava hospedado. No estabelecimento, a polícia descobriu que o suspeito havia falsificado uma identidade funcional com o falso cargo.

“Logo de início, vi que a identidade funcional era falsa porque o cargo de promotor de Justiça federal não existe. Quem é do Ministério Público Federal é procurador da República. No quarto dele, ele se apresentou como suposto promotor federal. Perguntei a ele sobre o cargo e ele não soube responder, aí acabou confessando o crime”, afirmou o delegado.

O rapaz preso, que dizia trabalhar no Ministério Público Federal em Brasília, confessou à polícia que possuía a carteira falsa há pelo menos um ano e meio. Ele disse, ainda, que utilizava o documento somente por ostentação.

“Ele disse que era promotor, depois, advogado. Mas ele é muito confuso, se contradiz muito. As investigações seguirão para entender de que forma ele falsificou esse documento e que outros tipos de falsificações ele pode ter feito”, explicou Ney Luiz.

O homem e a mulher que estava com ele foram levados à Delegacia de Ipojuca. O rapaz foi autuado em flagrante pelo crime de documento falso e a mulher prestou depoimento e foi liberada. O nome do suspeito não foi divulgado, e, por isso.

Via PE Notícias