Petrolândia Notícias: Secretária de Saúde de cidade no interior de Pernambuco relata situação dramática de oxigênio para com covid-19

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Secretária de Saúde de cidade no interior de Pernambuco relata situação dramática de oxigênio para com covid-19


O município de Lajedo, no Agreste de Pernambuco, está em situação crítica com relação à pandemia. De acordo com a secretária de Saúde da cidade, Socorro Duarte, está faltando oxigênio para pacientes com o novo coronavírus. Por conta disso, 15 pacientes precisaram ser transferidos para Caruaru, Belo Jardim, São Bento do Una, Cachoeirinha e Agrestina no início da noite desta quinta-feira (27). O governo do Estado, ainda à tarde, havia anunciado o envio de 149 concentradores de oxigênio para cidades pernambucanas, com o objetivo de auxiliar os gestores na qualificação da assistência a pacientes infectados pelo novo coronavírus.  

“Está faltando oxigênio no abastecimento do hospital. Nós tínhamos oxigênio até cinco horas da tarde, mas os pacientes tiveram uma demanda muito alta, os nossos leitos foram preenchidos então demandou muito dos oxigênios. Nós estamos aguardando a chegada por volta das 22 horas. Nesse meio período, porque nós não temos uma grande quantidade de cilindro, a gente demanda, vai usando e já enchendo novamente. Até então não tínhamos tido problema. Mas hoje chegamos nessa situação”, explicou a secretária Socorro Duarte. 

A secretária disse, ainda, que municípios vizinhos que também estão quase no limite do sistema de saúde, estão enviando cilindros. “Mas isso é só para uma noite. Com a demanda que nós estamos no hospital a gente não consegue dar o suporte necessário. Então, para que não houvesse risco, a gente tomou essa decisão (de transferir os pacientes)”, comentou. 

Socorro Duarte informou que esses oxigênios não são enviados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), mas, sim, de fornecedores contatados pela própria prefeitura. “Amanhã a gente está formalizando todo o processo para que a gente seja assistido pela Secretaria do Estado, mas a Gerência Regional de Saúde (Geres) já está ciente dessa situação de hoje”, pontuou. 

De acordo com a secretária, os oxigênios estavam previstos para chegar ao município às 22h, no entanto, até as 23h20 o município ainda não tinha recebido. 

Lajedo possui um Hospital de Campanha, responsável pelo acolhimento, para atender pacientes com covid-19 e um Hospital de Emergência, que realiza a triagem junto ao Centro Covid-19. A taxa de ocupação, segundo a secretária de Saúde, está acima dos 70%. Nove pacientes em estado “menos grave”, segundo a secretária, ficaram na unidade de saúde. 

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde divulgado nesta quinta-feira, foram confirmados 1.795 casos da covid-19 em Lajedo e 53 óbitos.

Concentradores de oxigênio

Dos concentradores de oxigênio enviados, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) remeterá equipamentos para 44 cidades, 29 delas no Agreste, para onde serão enviados 99 aparelhos. A destinação do material foi discutida com os gestores municipais em reunião, na última quarta-feira (26), e pactuada na Comissão Intergestora Bipartite (CIB).

Os concentradores de oxigênio filtram o ar do ambiente e fornecem apenas o oxigênio puro (5 litros por minuto) para o paciente. Com isso, o equipamento pode substituir os cilindros de oxigênio, que precisam ser preenchidos constantemente por uma empresa que forneça gases medicinais.

Via PE Notícias