Petrolândia Notícias: Professor de Triunfo, no Sertão, cria robô que combate a Covid

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

domingo, 30 de maio de 2021

Professor de Triunfo, no Sertão, cria robô que combate a Covid


Objetivando evitar o contágio e mortes pela Covid-19 nas escolas da rede estadual de ensino, o professor de Física Paulo César da Silva Simões, de Serra Talhada, da escola EREMAC – Escola de Referência em Ensino Médio Alfredo de Carvalho do município de Triunfo-PE, desenvolveu o RAC-19, Robô AntiCovid-19, utilizando  peças de robótica Lego Mindstorms Education disponível no laboratório de física da referida escola.

Através de pesquisa contataram a viabilidade de construir um dispenser de álcool automático para evitar o contágio por contato e como tinham urgência logo iniciaram a tentativa de construir o RAC-19. Durante a montagem, foi preciso inserir sensores ultrassônico e de toque, bem como motores e o cérebro do robô o NXT. Conforme iam adaptando as peças, os ajustes eram realizados para que o robô se movimentasse perfeitamente. O projeto de criação do robô durou em média 2 meses até ficar pronto e disponível para o uso na escola.

”Pela minha urgência em colocar em prática o robô, mesmo em períodos de lockdown, decretados pelo governador, agi o mais rápido possível para que o robô pudesse ser utilizado e proteger alunos, professores, e demais funcionários. Com a aplicação do RAC-19 o robô mantém o distanciamento, evita o contágio, promove a autoestima dos alunos, é proativo para despertar o interesse dos alunos nos estudos, na pesquisa e mostrar que o melhor caminho para jovens e adolescentes é o desenvolvimento constante do conhecimento”, explicou o professor, que reside em Triunfo, Sertão do Pajeú.

O processo de montagem passou por várias etapas e a medida que avançava em sua montagem, foram escolhendo layout que viabilizasse o reabastecimento do dispenser com álcool sem a necessidade de desmontar, tornando seu manuseio mais prático. Através de análises e testes foram fazendo os ajustes como: tempos de rotação, graus de rotação, força da paleta e trava para a paleta parar no retorno do acionamento e após vários testes foi constatado a eficiência do robô na sua funcionalidade, emissão do jato de álcool, na automação e na sua estética.

Em se tratando de resultados, Paulo César afirmou: ”Foi constatado o distanciamento e a eliminação do contágio por contato ao higienizar as mãos com o álcool 70, proporcionando aos alunos uma maior segurança contra o contágio da covid-19. Outra característica observada foi a economia do álcool, visto que a emissão do jato de álcool é constante fazendo com que as mãos fiquem higienizadas com um volume de álcool suficiente e sem desperdícios. Isto garante a higienização e uma economia quanto ao volume em litros de álcool utilizado”.

INTERAÇÃO

Outro benefício do projeto é a interação dos alunos e servidores com o robô, pois ele agradece em inglês no momento em que o aluno higieniza as mãos, fato que encanta ainda mais os alunos e os estimulam usar o RAC-19. Segundo o professor esta interação promove uma inter-relação entre o ser humano e o robô que pode despertar nos alunos a trajetória de uma nova profissão no setor de tecnologia: ”Esta interação é muito importante porque pode elevar a autoestima dos alunos e a confiabilidade baseada na certeza de que o robô realmente protege do contágio contra a covid-19.”

Paulo César já deu entrada para conseguir a patente do Instituto Nacional de Pesquisas  Industrias (INPI), após conseguir a patente, o projeto fica registrado no nome do professor enquanto cientista e a escola é reconhecida como detentora da inovação tecnológica desenvolvida. O desejo do professor é expandir o projeto para outras escolas.

Veja o vídeo:


Por Farol de Notícias