Petrolândia Notícias: Paulo Gustavo sofre embolia e apresenta quadro de 'extrema gravidade'

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Paulo Gustavo sofre embolia e apresenta quadro de 'extrema gravidade'


Internado com complicações da covid-19, antes da piora significativa, o ator chegou a ter redução de sedativos - FOTO: Globo/João Miguel Júnior

O ator Paulo Gustavo, internado desde 13 de março por causa de complicações da covid-19, apresentou piora no estado de saúde. Segundo boletim médico divulgado nesta segunda-feira (3), ele sofreu uma embolia na noite do domingo (2) e tem um quadro "instável e de extrema gravidade".

Antes da piora significativa, o ator chegou a ter redução de sedativos e interagir bem com a equipe médica e com o seu marido na tarde desse domingo (2).

"Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de Covid-19, Paulo Gustavo permanece no Serviço de Terapia Intensiva e nas últimas 24 horas surgiram complicações graves. Depois de alguma melhora, Paulo Gustavo subitamente piorou no dia de ontem. A equipe médica emitiu, hoje, novo boletim: 'Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido", diz comunicado divulgado à imprensa.

"À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade. A família do ator continua agradecendo todo o carinho e pedindo orações para uma recuperação de Paulo Gustavo, assim como das demais pessoas acometidas por essa doença terrível", conclui o comunicado.

Internamento por covid-19 e intubação

Paulo Gustavo foi internado no 13 de março em um hospital do Rio de Janeiro por conta das complicações provocadas pelo coronavírus. 

No dia 22 de março, a situação piorou e o ator precisou ser intubado. Na ocasião, a equipe médica informou que ele "necessitou entrar em ventilação mecânica invasiva, para ser tratado de forma mais segura".

No dia 28 de março, o boletim médico indicou que ele tinha apresentado sinais de melhora. No entanto, no dia 2 de abril, o estado de saúde piorou e ele precisou ser submetido a terapia por Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), um equipamento que age como um pulmão artificial e oxigena o sangue fora do corpo.  

Via JC On Line 




Social