Petrolândia Notícias: Morre no Recife o engenheiro Mizael Gusmão, fundador do Coral Chesf de Paulo Afonso

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Morre no Recife o engenheiro Mizael Gusmão, fundador do Coral Chesf de Paulo Afonso

 

Foto: Reprodução/ Facebook

Faleceu no Recife nesta quinta-feira, 27 de maio, o Engenheiro Mecânico da Chesf Mizael Gusmão que trabalhou muitos anos na Gerência Regional de Paulo Afonso, onde fundou o Coral Chesf de Paulo Afonso.

Há muitos anos morava no Recife e nos últimos tempos vinha se cuidando de um câncer no estômago que se agravou e o levou a óbito neste 27 de maio.

O Coral Chesf de Paulo Afonso foi criado e iniciou suas atividades no dia 03 de Março de 1994, reunindo coralistas do quadro de funcionários da empresa hidrelétrica em Paulo Afonso e alguns dos já aposentados pela empresa, selecionados pelo Maestro Mizael Gusmão e com o total incentivo do então diretor Administrativo da Chesf, Manoel Maia e da Administradora Regional da Chesf em Paulo Afonso, Diana Suassuna que não mediram esforços para esta criação e a sustentação desse conjunto coral.

Para a sua direção não havia melhor nome do que o Engenheiro Mecânico Mizael Carvalho Gusmão formado pelo Centro de Tecnologia da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, e Bacharel em Música Sacra, com especialização em Regência Coral pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, do Recife/PE. onde estudou com Ralph Manoel, Lurdes Nogueira e Fred Span..

Participou do 2o, 3o e 5o Curso Internacional de Regência Coral com os professores: André Thomas, Paul Oackley e outros, promovidos pela Oficina Coral do Rio de Janeiro.

Participou de vários painéis de Regência promovidos pela FUNARTE, e do II WOKSHOP FOR CHORUS CONDUCTORS no BAPTIST SEMINARY OF NASHVILLE – TENESSE / USA.

Corais como NOSSA MÚSICA, Coral Canto Livre e Coral DIÁSPORA DO BRASIL foram regidos por ele.

Acreditando que o incentivo ao desenvolvimento cultural é um processo sócio-educativo que propicia a formação de novos hábitos e influencia na melhoria da qualidade de vida, o Coral Chesf Paulo Afonso divulga cultura, promovendo entretenimento ao chesfiano, reverenciando o Rio São Francisco”.

A importância da existência do canto coral na Chesf levou a Diretoria Administrativa da empresa a aprovar o projeto do maestro Mizael Gusmão e criar o Coral Integração da Chesf, formado pelos corais Chesf de Paulo Afonso, Recife, Salvador e o Coral Luz de Terezina.

A maioria desses Corais esteve em Paulo Afonso participando da I Encontro de Coros, evento que marcou um dos aniversários do Memorial Chesf de Paulo Afonso, evento promovido pela Administração Regional de Paulo Afonso e coordenado pelo Professor Antônio Galdino, então coordenador deste Memorial Chesf. Além destes corais da Chesf também participaram do evento outros corais da cidade de Paulo Afonso.

Ainda no Memorial Chesf ele regeu o Coral Chesf de Paulo Afonso no Encontro de Corais de Paulo Afonso.

Sob sua regência, o Coral Chesf de Paulo Afonso esteve se apresentando em várias cidades e capitais nordestinas como em Maceió.

Após a transferência de Mizael Gusmão para o Recife e, depois de ficar desativado por uns anos, o Coral Chesf de Paulo Afonso passou a ser regido por Sandro Rogério.

Os que já participaram e os atuais membros do Coral Chesf de Paulo Afonso, assim como os amantes do canto coral e da música e, mais que isso, os admiradores e amigos do Maestro Mizael Gusmão, estão pesarosos, tristes e sentidos com a sua partida.

Para todos, resta o consolo da mensagem bíblica: O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido!” (Salmo 38:17)

VIA PA4