Petrolândia Notícias: Homem esfaqueia esposa em discussão para impedi-la de ir à igreja

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

sexta-feira, 14 de maio de 2021

Homem esfaqueia esposa em discussão para impedi-la de ir à igreja

Uma mulher foi esfaqueada várias vezes por seu marido após uma discussão do casal sobre a ida dela à igreja para o culto de Dia das Mães. O caso, registrado no Texas, é bastante semelhante ao ocorrido em Minas Gerais no último domingo, 09 de maio, mas com desfecho diferente.

O acusado do crime é Rodolfo Madera Gonzalez, de 43 anos, que está sendo procurado pela Polícia. O xerife do condado de Nacogdoches pediu ajuda da população para localiza-lo.

“O suspeito da investigação foi identificado como Rodolfo Madera Gonzalez, que brigou com a esposa no Dia das Mães porque ela queria ir à igreja. A discussão aumentou, e Gonzalez é acusado de esfaquear sua esposa com uma chave de fenda inúmeras vezes na frente e nas costas de seu corpo”, disse o comunicado da Polícia.

A esposa de Gonzalez foi levada às pressas para um hospital onde está em condições estáveis. Seu marido teria escapado em uma picape. O xerife Jason Bridges disse ao portal The Christian Post que eles não podem divulgar mais detalhes sobre o caso porque ele continua sendo procurado.

“Houve uma discussão… ela queria ir à igreja, uma discussão irrompeu. Tenho certeza de que havia outras coisas envolvidas, mas ele acabou esfaqueando-a. Não podemos divulgar mais informações sobre o caso porque se trata de uma investigação criminal em andamento e ainda estamos tentando colocar o suspeito sob custódia”, disse Bridges.

O xerife condenou as ações de Gonzalez, dizendo que o ataque foi “brutal”: “Temos uma mãe que foi esfaqueada pelo marido. Independentemente do que a discussão acabou ou não, foi um ataque brutal e não deveria acontecer, não importa o que eles estivessem discutindo”, acrescentou.

Violência na pandemia

Um relatório recente divulgado pela Comissão Nacional sobre COVID-19 e Justiça Criminal dos Estados Unidos mostra que os incidentes de violência doméstica aumentaram 8,1% após a imposição de ordens de bloqueio durante a pandemia de 2020.

“Nossa análise confirma os temores iniciais que tínhamos no início da pandemia”, disse Alex R. Piquero, presidente do Departamento de Sociologia da Universidade de Miami e principal autor do relatório. “Embora mais pesquisas sejam necessárias para nos ajudar a entender melhor a teia de fatores subjacentes a esse aumento na violência doméstica, nossas descobertas demonstram que os impactos de isolamento da pandemia aumentam o risco para vítimas em potencial”, acrescentou.

Via Gospel Mais