Petrolândia Notícias: Empresas são identificadas pela Celpe por roubo de energia suficiente para abastecer 22 mil casas por um mês

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

domingo, 2 de maio de 2021

Empresas são identificadas pela Celpe por roubo de energia suficiente para abastecer 22 mil casas por um mês


Uma fábrica de pães, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, e uma distribuidora de frios e congelados, em Muribeca, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana, foram identificadas desviando energia nesta semana. De acordo com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), as equipes técnicas constataram ligações diretas na rede de distribuição de energia nas duas unidades. As ações realizadas pela área de inteligência da empresa recuperaram 2,8 milhões de kWh, o suficiente para abastecer aproximadamente 22 mil residências pelo período de 30 dias.

“Para descobrir as fraudes, realizamos algumas avaliações através de informações levantadas pelo núcleo de inteligência. Enviamos uma equipe de inspeção aos locais e constatamos as irregularidades”, relata o gerente de Recuperação de Receita da Celpe, Gustavo Santos.

Na fábrica de pães, responsável por suprir grande parte das sanduicherias da cidade, a Celpe identificou que a energia consumida no local vinha direto da rede da concessionária, sem passar pelo medidor. Durante a ação, a concessionária regularizou o cliente.

Segundo a companhia, a forma de furtar energia da distribuidora de frios foi um pouco diferente. “Isso porque ela utilizava um medidor furtado e não cadastrado na companhia, o que inviabilizava a leitura e a cobrança do consumo mensal”. A Celpe também regularizou o cliente.

A Celpe reforçou que o furto de energia é crime sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro. Além de acarretar prejuízos à população, a prática representa riscos de acidentes graves. Em caso de denúncias, os clientes podem entrar em contato pelos canais de atendimento da concessionária, sem a necessidade de identificação.

PE Notícias





Social