Petrolândia Notícias: O sorriso de Geraldo Júlio após a operação da PF em Petrolina

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

quarta-feira, 14 de abril de 2021

O sorriso de Geraldo Júlio após a operação da PF em Petrolina

O eventual candidato a governador de Pernambuco em 2022 Geraldo Júlio (PSB) esboçou um leve sorriso quando soube da operação da Polícia Federal em Petrolina, nesta terça-feira (15). Ele estava tomando café da manhã na sua residência na Torre.

Não foi uma gargalhada como a do presidente Bolsonaro ao saber que seu amigo ministro do STF Kássio Nunes Marques vai dar o parecer sobre o processo de impeachment do ministro Alexandre de Moraes. Ninguém do PSB, no entanto, deixou de vibrar com o fato que atinge um nicho da oposição pernambucana.

A avaliação no Palácio do Campo das Princesas, e no entorno do ex-prefeito do Recife, é de que, hoje, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), é o candidato com maior densidade para enfrentar a máquina do PSB em todo o estado.

Segundo avaliação de políticos experientes, Miguel Coelho (MDB) não só tem mais “tesão político” do que Anderson Ferreira (PL) ou Raquel Lyra (PSDB) — dois nomes apontados para disputa em 2022 — mas, sobretudo, é mais preparado e também tem uma máquina administrativa, além da liderança política do pai, o senador e líder do Governo Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB).

Miguel Coelho também deu uma roupagem moderna na gestão da prefeitura e vem se deslocando bem na montagem do xadrez de 2022. Não é a toa que conquistou com folga a sua reeleição em 2020.

Na última semana, por exemplo, ele esteve no Recife e conversou com muita gente, além de fazer visitas políticas e articulações. No Palácio, é unânime a certeza de que ele seria o candidato mais difícil para o PSB manter sua hegemonia no estado que já passa de 16 anos.

Por isso, ficou aquele gostinho saboroso ao saber que a PF visitou pela segunda vez a Prefeitura de Petrolina.

Ninguém nem lembrou que a mesma PF e o Dracco estiveram mais de cinco vezes na prefeitura do Recife do PSB. Nem dos três pedidos de prisão de assessores do próprio Geraldo Júlio, que foram pedidos, mas negados pela justiça.

É isso. A guerra de 2022 já começou!

Por Ricardo Antunes