Petrolândia Notícias: Humberto Costa quer investigar gastos públicos com viagens de Jair Bolsonaro

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Humberto Costa quer investigar gastos públicos com viagens de Jair Bolsonaro


O senador Humberto Costa (PT-PE) foi ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) para que apurem a denúncia de que servidores da Presidência da República estão usando recursos oficiais para diversão férias. O pedido tem como alvo o chamado Escalão Avançado (Escav), formado por servidores que viajam antes de Bolsonaro para organizar eventos oficiais. Todos são ligados ao Gabinete Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, comandado pelo general Augusto Heleno. Segundo o senador, os servidores aproveitam as viagens para "se divertir às custas do erário". 

"Esse é mais um exemplo claro de desperdício. Um presidente que nada faz, cercado por gente que nada faz, usa a estrutura pública para montar viagens desnecessárias e sem finalidade. Sem nada o que organizar, esses servidores vão usar as diárias que recebem para conhecer o Brasil e se divertir às custas do erário. É um escândalo, especialmente num quadro de tragédia como esse em que vivemos", afirmou Humberto.

Nas representações que apresentou, o senador, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, pede que os procuradores investiguem "as reais condições havidas nos deslocamentos dessas equipes precursoras das viagens da Presidência da República, a duração efetiva do trabalho, a legalidade no pagamento das verbas indenizatórias para tais deslocamentos, e ainda, eventuais atos de improbidade". Para o senador, ao comprovar a ilegalidade dos atos, é necessário que o erário seja reparado com a devolução de todo o dinheiro gasto irregularmente.

Por Blog da Folha






Social