Petrolândia Notícias: Hospital no Recife tem pacientes aglomerados em macas no chão e em corredores

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

sábado, 24 de abril de 2021

Hospital no Recife tem pacientes aglomerados em macas no chão e em corredores


Pacientes estão aglomerados em macas no chão e em corredores do Hospital Getúlio Vargas (HGV), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, apesar das recomendações de distanciamento social para prevenir a Covid-19. Acompanhantes de quem está internado no local gravaram imagens para denunciar a situação na unidade de saúde.

Um vídeo enviado para o WhatsApp da TV Globo mostra o corredor do hospital com vários pacientes em macas espalhadas pelo chão. O cabeleireiro Alisson Miranda, de 42 anos, tem acompanhado a situação dos pacientes internados no HGV, pois o irmão dele está internado no local há 15 dias.

“É muita gente. Tem gente no chão, não tem distanciamento social, nunca vi álcool em gel nenhum. Tem dia que eu chego e não tem espaço nem para passar. Muita gente, uma colada na outra”, declarou.

O cabeleireiro disse ter medo de que, sem os cuidados adequados, o irmão seja infectado pelo novo coronavírus. “Ele é paciente da nefrologia, é do grupo de risco. Ainda ficou três dias no corredor e depois foi transferido para a clínica médica”, afirmou.

Alisson falou que procurou a ouvidoria do hospital para relatar os problemas. “A ala vermelha fica ao lado de onde o meu irmão está. E os óbitos passam no meio dos outros pacientes, dentro de um saco. A gente nem sabe qual foi à doença”, contou.

Resposta do hospital

Por meio de nota, a direção do Hospital Getúlio Vargas disse reconhecer a demanda na unidade, “mas, mesmo diante do atual contexto de pandemia, não nega atendimento a nenhum paciente e garante a assistência a todos”.

Ainda no texto, afirmou que, “por mês, a unidade tem realizado em torno de 2,1 mil atendimentos em sua emergência. Todas as pessoas admitidas no Getúlio Vargas, independente da área, recebem as devidas orientações para uso de máscara e outras medidas de prevenção no ambiente hospitalar”.

Também explicou que o hospital “possui um Plano de Contingência para a Covid-19 e todo paciente que apresente qualquer sintoma gripal, ou relato de contato com caso positivo para Covid-19, é encaminhado para uma área específica da unidade, ficando, assim, isolado dos pacientes que buscam o serviço com outros quadros”.

Sobre a higienização dos banheiros e reposição de insumos, a direção informou que essas atividades são realizadas diariamente, mas que pretende reforçar esses serviço feitos por uma empresa terceirizada.

“Quando ocorre um óbito, a remoção do corpo é realizada de forma adequada, utilizando material específico (saco de transporte), respeitando todos os critérios de manejo de corpos para que o procedimento seja feito com segurança pelos profissionais de saúde”, disse, na nota.  

Do G1

Social