Petrolândia Notícias: Geraldo Júlio “dá coice” no povo da vaquejada e recebe enxurradas de críticas

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

sábado, 24 de abril de 2021

Geraldo Júlio “dá coice” no povo da vaquejada e recebe enxurradas de críticas


O Governo de Pernambuco desautorizou a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado (Adagro) a liberar feiras de gado e vaquejadas. Essa ação contou com a liderança do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio.

A retomada das atividades havia sido autorizada na última terça-feira (20), por meio de um parecer técnico, mas bastou uma canetada de Geraldo Júlio, como passou a ser conhecido nos bastidores, para tudo ser desfeito.

Sem dó nem piedade, passou por cima da Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, comandada por Claudiano Martins Filho.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, e o procurador-geral de Pernambuco, Paulo Augusto Freitas, endossaram a decisão de Geraldo Julio, o nome ungido no PSB para disputar a eleição ao Governo em 2022 e se manter no poder.

As vaquejadas geram mais de 100 mil empregos diretos e indiretos. Cidades com Cachoeirinha, que vivem do couro e do aço, dependem exclusivamente das feiras agropecuárias e vaquejada. Outras como Arcoverde, Caruaru, Petrolina, Serra Talhada, Sertânia e Surubim têm a economia movimentada pelo comércio dos animais nas feiras.

Com a liberação anunciada na terça, várias vaquejadas foram programadas em Paranatama (28/04 a 02/05), Taquaritinga do Norte (28/04 a 02/05), Surubim (04/05 a 08/05), Agrestina (12/05 a 16/05), Sertânia (20 a 23/05) e Gravatá (26/05 a 30/05), cidades em que Geraldo Covidão terá de botar o pé no ano que vem para pedir votos.

Via PE Notícias





Social