Petrolândia Notícias: Um dia após anunciar quarentena rígida, Pernambuco tem maior confirmação de casos e mortes por covid-19 de 2021

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

terça-feira, 16 de março de 2021

Um dia após anunciar quarentena rígida, Pernambuco tem maior confirmação de casos e mortes por covid-19 de 2021


Covas abertas, no Cemitério Parque das Flores, para enterrar vítimas da COVID-19, que não podem mais ficar nos hospitais depois dos óbitos. - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou, nesta terça-feira (16), o boletim com maior número de confirmações de casos e mortes por covid-19 de 2021. São mais 2.482 infectados e 60 óbitos pela doença em Pernambuco. As preocupantes taxas aparecem um dia após o Governo do Estado anunciar um período de quarentena mais rígida em todo o território estadual, que acontecerá entre os dias 18 e 28 de março.

Do total de casos, 177 (7%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.305 (93%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 320.931 casos confirmados da doença, sendo 33.804 graves e 287.127 leves.

Os óbitos ocorreram entre 27 de dezembro de 2020 e 15 de março de 2021. Assim, o Estado totaliza 11.471 mortes pela Covid-19.

Média móvel

A média móvel é calculada pela soma de registros da última semana dividido por sete. É considerada tendência de alta ou queda quando a variação é superior a 15%, para baixo ou para cima. Esta é a maneira mais eficaz de medir o avanço da pandemia.

Desde essa segunda-feira, a média móvel de casos da covid-19 está em tendência de alta. Nesta terça, em 1.565, que representa um aumento de 28% em comparação ao número de 14 dias atrás. É a maior média do ano.

Em relação às mortes, o indicativo está em 35 nesta terça, em alta de 57%. A tendência se repete desde 9 de março, há oito dias.

Em resposta ao pedido do JC para que comentassem os dados deste boletim, a Secretaria Estadual de Saúde destacou que "como foi dito pelo secretário André Longo na coletiva de ontem (segunda), Pernambuco vive um momento de aceleração da curva epidêmica".

Do JC OnLine

Social