Petrolândia Notícias: ‘Sistema de saúde está chegando no limite’, afirma André Longo

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 1 de março de 2021

‘Sistema de saúde está chegando no limite’, afirma André Longo

Com mais de 90% de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede pública de Pernambuco em decorrência da Covid-19, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que a semana epidemiológica 8, finalizada neste sábado (27), foi a pior de 2021. “O sistema de saúde está chegando no limite, tanto no público quanto no privado”, afirmou nesta segunda (01).

De acordo com Longo, o aumento das chuvas nos últimos dias leva ao aumento de doenças respiratórias, o que causa ainda mais preocupação ao governo do estado. “Estaremos nos reunindo no comitê de enfrentamento para avaliar essa situação e, muito provavelmente para adotar novas medidas, mais restritivas”, afirmou ele.

Mesmo o estado tendo cerca de 70 leitos de UTI da rede pública livres nesta segunda (01), o número costuma oscilar devido à entrada de mais pacientes ou à abertura de mais leitos, segundo o secretário. No entanto, o estado tem recebido novos pacientes numa velocidade maior do que a preparação de estruturas para atender a essas pessoas.

“O que está acontecendo nas últimas semanas é que está entrando mais gente do que a nossa capacidade de tirar da UTI e isso gera um aumento na taxa. Notamos uma aceleração mais rápida desse processo. Na escalada que pode acontecer na semana 9, podemos chegar a ter uma situação em que faltam leitos no público e no privado”, disse.

Segundo o secretário de Saúde, há uma perspectiva de abertura de 50 novos leitos. O estado também deu início a processos de licitação para a abertura de hospitais de campanha, que haviam sido desativados devido ao alto custo de manutenção e ao baixo número de pessoas que precisavam de assistência nos meses de agosto e setembro de 2020.

“O que ocorre é que algumas estruturas provisórias têm um custo muito alto quando estão ociosas. Você não pode deixar uma estrutura ociosa sob pena de estar gastando recursos públicos. Estamos com processo licitatório para reativar hospitais de campanha. Estamos, também, buscando lançar editais para a contratação de novos leitos”, declarou Longo.

Ainda de acordo com o secretário de saúde, 236 leitos de UTI foram abertos de novembro de 2020 até esta hoje. Há, ainda, previsão de abrir mais 100 leitos de UTI, mas Longo também solicitou a colaboração da população.

“Se a doença continuar avançando com a velocidade que teve na última semana, especialmente, poderemos ter uma situação bastante delicada. A gente precisa trabalhar, todo mundo, para evitar essa situação”, disse.

A preocupação de Longo também tem sido compartilhada por outras autoridades do país. 

Informações do G1

Social