Petrolândia Notícias: Com quarentena, polícia é autorizada a ampliar plantões extras em Pernambuco

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

quarta-feira, 24 de março de 2021

Com quarentena, polícia é autorizada a ampliar plantões extras em Pernambuco


Polícia Militar é um dos órgãos que estão fiscalizando cumprimento da quarentena no Estado - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

Portaria da Secretaria de Defesa Social (SDS), publicada nesta quarta-feira (24), autoriza a ampliação do número de plantões extras mensais para os policiais militares, civis e também do Corpo de Bombeiros em Pernambuco. A medida é uma forma encontrada de garantir mais adesão dos profissionais para a fiscalização do decreto estadual que proíbe o funcionamento de atividades não essenciais até o dia 28 de março - mas que pode ser ampliado - por causa do avanço dos casos da covid-19.

Até então, os profissionais estavam autorizados a aderir ao Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES) até 12 vezes por mês. Com a mudança, autorizada pelo secretário Antônio de Pádua, eles poderão aderir até 15 vezes. 

"Durante o mês de março do ano de 2021, fica ampliado para 15 (quinze) o número máximo de cotas mensais por servidor ou militar para adesão ao Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES), em razão do enfrentamento da emergência em saúde pública advinda da doença causada pelo Novo Coronavírus no âmbito da Polícia Militar de Pernambuco, do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco e da Polícia Civil de Pernambuco", informa a portaria. 

FISCALIZAÇÃO
Nos cinco primeiros dias de quarentena, entre 18 e 22 de março, a SDS informou que as forças estaduais de segurança pública já fiscalizaram mais de 8.500 estabelecimentos. Mais de 20 mil pessoas foram abordadas pelas equipes com orientações sobre as medidas sanitárias para conter a propagação da doença. "Dessas, 228 precisaram ser apresentadas em uma Delegacia de Polícia Civil por insistirem em descumprir as normas decretadas pelo Governo do Estado", disse a pasta. 

Do JC OnLine



Social