Petrolândia Notícias: Associação pede doações para construir casa de recuperação a dependentes químicos no Sertão de Pernambuco

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

domingo, 7 de março de 2021

Associação pede doações para construir casa de recuperação a dependentes químicos no Sertão de Pernambuco


Para construir a Casa de Acolhimento para Dependentes Químicos, em Araripina, no Sertão pernambucano, a Associação Amigos no Sertão, projeto social que realiza ações assistenciais no interior do Estado, arrecada fundos para a compra de materiais de construções. Nos últimos anos, o projeto já atendeu aproximadamente 20 mil famílias em ações realizadas. Para doar é preciso entrar em contato através do endereço: https://www.instagram.com/amigosnosertao.

“Simultaneamente as ações assistenciais, a gente pretende, de acordo com a ajuda das pessoas e dos voluntários, investir mais em ações sustentáveis. Para nós, nada é mais sustentável do que recuperação de vidas. É o que vemos com esse projeto da Casa de Acolhimento, como uma busca da perspectiva das pessoas que estão ali sem esperança e não contam com a ajuda de quase ninguém”, explicou a fundadora do Amigos no Sertão, Ana Elisa Alencar.

De acordo com a fundadora, o projeto social existe há sete anos. As primeiras atividades da associação ocorreram em Pedra de Buíque, no Agreste, onde o projeto atendeu cerca de 200 famílias. “Eu costumo dizer que o DNA do Amigos no Sertão é a zona rural. A gente busca aquelas pessoas que moram em difíceis acesso para a chegada de ajuda humanitária”, conta Ana Elisa. A fundadora ressalta que associação é um projeto sem fins lucrativos e que todos os membros são voluntários. “Os membros não recebem nenhum tipo de ajuda financeira”, pontua.

A partir dessa premissa, o projeto, segundo a criadora, atuou numa comunidade quilombola e indígena chamada Conceição das Crioulas, pertencente ao município de Salgueiro. Entre as ações desenvolvidas pela associação, estão o Natal Solidário, onde são levadas cestas básicas, materiais escolares e de higiene e brinquedos. No local, com ajuda de voluntários, foram construídas uma casa e um poço artesiano para a comunidade.

“O Sertão é extremamente carente. Há pessoas que se envolvem com drogas e alcoolismo, entram em depressão, e há muitos jovens nessa situação e que não tem acesso a esse tipo de serviço”, aponta Ana Elisa.

Casa de Recuperação

Em Araripina, a Casa de Acolhimento faz parte de mais uma ação solidária da associação em parceria com outras organizações e voluntários. Na localidade, quem está administrando as obras de perto é o Padre José Nilton, da Paróquia Nossa Senhora Imaculada.

“Estamos aqui no pátio de obras da Casa de Acolhimento, com a graça de Deus, a equipe está aqui na luta. Mais um telhado que estamos colocando hoje. Muito obrigado a todos que estão ajudando e contribuindo e a você que ajudou e apoiou esse projeto. Esses dias nós vamos dar uma parada nas obras, porque os nossos recursos já chegaram ao final. Mas a gente não desanima. Vamos aguardar a sua ajuda para continuarmos essa obra logo”, disse o padre, em vídeo divulgado nas redes sociais.

De acordo com o padre, o local será um complexo com vários prédios, que inclui residências para os monitores do projeto, alojamentos dos recuperandos, contará com uma praça, uma refeitório, uma biblioteca, secretária, salas de aulas e cursos profissionalizantes, de atendimento médico e psicológico. O local também terá uma capela e uma área externa dedicada ao plantio.

Segundo os organizadores, a Casa de Acolhimento, de propriedade da Paróquia de Araripina. será gerida pela Comunidade Boa Nova, do Recife, que trabalha na recuperação de dependentes químicos há mais de 30 anos. Os atendimentos serão gratuitos, e contarão com a supervisão da Arquidiocese de Salgueiro. “Quero agradecer aos Amigos do Sertão, porque tem nos ajudado muito”, finaliza o padre.

SERVIÇO

É possível fazer doações através do PIX, do Banco do Brasil e do Banco Itaú. As informações bancárias estão disponíveis na página do Instagram da Associação Amigos no Sertão ou buscando por @amigosnosertao na rede social.

Via PE Notícias

Social