Petrolândia Notícias: Agricultor é preso durante operação da Polícia Federal na zona rural de Orocó

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Agricultor é preso durante operação da Polícia Federal na zona rural de Orocó


A Polícia Federal (PF) divulgou nesta sexta-feira (12) o resultado de uma operação conjunta com a Polícia Militar (PM), realizada na última quarta-feira (10), na zona rural do município de Orocó, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a PF, foram erradicados cerca de 1.600 pés de maconha, além de armas e maconha pronta para a venda. Um homem foi preso.

Segundo a PF, quando as equipes chegaram até o local, avistaram três suspeitos, mas dois conseguiram fugir nadando pelo rio São Francisco. Na casa do homem que foi preso, os policiais encontraram 15 kg de maconha, 1,3 kg de sementes, uma espingarda calibre 12, além de munições calibre 12 e calibre. 40.

O preso, um agricultor de 43 anos, natural e residente em Orocó, confessou que a roça era de sua propriedade e que os outros dois que conseguiram fugir eram apenas ajudantes e que recebiam cerca de R$ 70 por dia para lhe auxiliar. Disse que era a primeira vez que estava plantando maconha e que a vendia pelo preço de R$ 250 o quilo.

O agricultor também disse, segundo a PF, que fumaria boa parte da maconha e que já havia sido preso e condenado a três anos de prisão em 2004 pelo crime de tráfico de drogas.

O preso foi levado para a Delegacia da PF em Salgueiro. E foi autuado por tráfico de drogas e e associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, podendo ser condenado de três a 28 anos de prisão. Ele passou por audiência de custódia onde foi confirmada a prisão preventiva e após fazer exame de corpo de delito foi encaminhado para a cadeia pública de Salgueiro, onde ficará a disposição da Justiça Estadual.

De acordo com a Polícia Federal, caso os 1.600 mil pés de maconha fossem colhidos, prensados e colocados no mercado consumidor daria para se fazer 533 quilos de maconha.

Via PE Notícias


Social