Petrolândia Notícias: Mortos em confronto com a polícia estavam ligados ao sequestro de mulher de Ibimirim-PE, diz PC de Alagoas

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Mortos em confronto com a polícia estavam ligados ao sequestro de mulher de Ibimirim-PE, diz PC de Alagoas

Delegados deram detalhes do resgate da mulher mantida em cárcere privado em Arapiraca, AL — Foto: João Vitor Ferreira/G1

As três pessoas que morreram em um confronto com a polícia na segunda-feira (11), no bairro do Trapiche da Barra, em Maceió, estavam ligadas ao sequestro de uma mulher por causa de uma dívida de droga do namorado no domingo (10), em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco. A informação foi divulgada nesta quarta (13) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AL).

Os suspeitos foram identificados como Maria Daniela da Conceição de Oliveira, 23; Grisiane de Moraes Santos, 31; e Sebastião de Abreu Farias, 46. Durante o confronto, eles ficaram feridos e foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Um policial civil ficou ferido.

“Para nossa surpresa, os agentes de segurança foram recebidos a balas, e aí ocorreu obviamente o confronto resultando na morte dos três infratores. Infelizmente, para não ter sido cem por cento a operação, um dos nossos polícias foi alvejado com dois disparos de arma de fogo, um na perna e um de raspão na cabeça. Graças a Deus nosso guerreiro está bem e fora de risco”, disse o delegado Gustavo Henrique, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic).

Investigações para o resgate da vítima

Os delegados da Polícia Civil e Militar de Alagoas e o titular da delegacia de Ibimirim (PE) explicaram os detalhes da operação deflagrada para resgatar a mulher. A vítima, que não teve a identidade divulgada, foi encontrada dopada e lesionada em um cativeiro na cidade de Arapiraca (AL).

A ação teve início em Pernambuco, no município de Ibimirim, onde a vítima mora e foi sequestrada por uma dívida do namorado no valor de R$ 15 mil.

“Recebemos vídeos e fotos dessa vítima sendo torturada e iniciamos as investigações. Nossa equipe de Inteligência constatou que o cativeiro foi montado em Alagoas, na cidade de Arapiraca, e então realizamos contato com a Polícia Civil do estado para conseguir chegar os autores e libertar a vítima com vida”, relatou o delegado Alexandre Barros.

Três pessoas foram presas

Na última segunda-feira (11), as equipes conseguiram localizar o cativeiro, libertar a vítima e prender uma mulher e dois homens.

O delegado Gustavo Henrique avaliou como positiva a operação. Ao todo, foram apreendidas munições, quatro armas, dinheiro em espécie, cerca de meio quilo de maconha, cartões de crédito, documentos de identidade, além de dois veículos.

Os presos vão responder por extorsão mediante sequestro, tortura, porte ilegal de arma de fogo, resistência, tráfico de drogas e associação criminosa. As três pessoas presas foram autuadas na Delegacia Regional de Arapiraca e seguem à disposição da Justiça.

Material apreendido durante a operação — Foto: João Vitor Ferreira/G1

Do G1/AL