Petrolândia Notícias: Racha no PT de Pernambuco é escancarado

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

sábado, 5 de dezembro de 2020

Racha no PT de Pernambuco é escancarado


O ex-secretário de Saneamento do Recife e atual tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, Oscar Barreto, causou polêmica dentro do partido ao se colocar contra a candidatura de Marília Arraes (PT) à prefeitura da cidade durante e após a campanha eleitoral. Segundo a deputada petista Teresa Leitão, um processo dentro do partido foi aberto contra Barreto por conta de seu posicionamento.

Leitão afirmou que as declarações de Oscar serviram como base para o processo aberto contra o tesoureiro. “Visivelmente, ele descumpriu uma resolução da instância máxima do PT, o diretório nacional. Ele não tem autoridade para descumprir a decisão partidária. Ele não é maior que o PT. Deveria ter apoiado Marília, mas ele não apoiou, não votou e fez campanha contra”, contou Teresa. Segundo a deputada, o processo já foi protocolado pela secretaria geral do partido e será encaminhado para o comitê de ética. “O processo pede pena máxima, ele pode ser expulso do partido, mas quem vai decidir é a comissão de ética”, ressaltou.

Pouco depois da repercussão, Oscar assinou a sua saída do diretório nacional do partido. “Foi um grau de sectarismo muito grande. Jogaram a entrevista no grupo do diretório como se eu tivesse enfrentando eles, e propuseram esse processo contra mim. Foi um clima de muita radicalização interna, por isso eu achei por bem me afastar do diretório nacional”, afirmou.

Barreto também afirma ter se retratado por parte de suas falas, mas manteve a sua opinião. “A entrevista aconteceu menos de 24h depois do resultado (da eleição), foi na correria, no calor da eleição e eu fiz várias ponderações com ele. Eu até retiro a minha fala de desastre, é uma palavra muito forte, ontem eu refiz a minha fala”, afirmou.

Barreto manteve as suas críticas, principalmente à oposição formada por Marília. “Não existe isso. Foi isso que ela queria em 2018. Não faz sentido, juntar essa face velha da política daqui. Isso vai ser superado pela vida real. A vida é uma carrasca de opiniões medíocres e limitadas”, ressaltou. “E o grupo de Teresa, como não consegue ganhar no PT municipal e estadual, não consegue uma intervenção sadia no estado, fica apelando para fazer parte do movimento. Ela não falou sobre a ação de Marília com toda a direita reacionária de Pernambuco”, destacou Oscar.

“Essas arrogâncias e mentiras, é um absurdo quem só destila ódio. Estou há quarenta anos no partido, não é possível que eu não possa dar a minha opinião”, afirmou o petista. “É realmente preciso ser uma metamorfose ambulante, e a turma do PT hoje representa uma velha opinião formada sobre tudo, e acham que é a verdade absoluta do mundo”, concluiu Oscar.

Em uma entrevista à CBN Recife na última segunda-feira, Oscar, entre outras coisas, afirmou que a candidatura de Marília no Recife “prejudicou o conjunto da política nacional”. “A candidata do PT quer fugir do balanço, o balanço é que perdemos, não tem nada de positivo, apenas coisas negativas. O PT fez uma aposta alta e havia uma promessa grande, no final quem prometeu não entregou”, destacou, durante a entrevista à rádio.

Via PE Notícias

Social