Petrolândia Notícias: Justiça cassa registro de prefeita eleita em Alagoas

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

sábado, 12 de dezembro de 2020

Justiça cassa registro de prefeita eleita em Alagoas

Uma decisão do juiz da 16ª Zona Eleitoral de São José da Laje, José Alberto Ramos, cassou o registro de candidatura da prefeita eleita de Ibateguara, em Alagoas. O magistrado entendeu que Lucinéa Laurentino Felix da Silva, que concorreu como Néa do Géo (MDB), cometeu abuso de poder político durante a campanha.

O juiz atendeu a uma representação proposta pela coligação “Renova Ibateguara”, encabeçada por Doutora Edja Sá (PSD), contra o prefeito Géo Cruz, a candidata Néa e o vice de chapa, Chico do HGU. Segundo a denúncia, Géo Cruz “fez uso de suas redes sociais, Instagram e Facebook, como instrumentos de comunicação da municipalidade para fins de divulgação de todo tipo de ação, mesmo durante o período eleitoral.”

A representação também aponta a mudança no nome de Lucinéa da Silva para o nome político de “Néa do Geo”. Na decisão, o juiz Alberto Ramos considerou que tratou-se de "expediente pretensamente utilizado para confundir o eleitor”, já que fazia referência ao atual prefeito. 

Além do registro de Néa, a sentença cassou o vice, tornando ambos inelegíveis por oito anos. O prefeito Géo Cruz também foi condenado e terá de pagar multa de R$ 50 mil.

Com informações do portal BR 104.

Social