Petrolândia Notícias: Foragido procurado pela Interpol por crimes sexuais é encontrado em Pernambuco e extraditado

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Foragido procurado pela Interpol por crimes sexuais é encontrado em Pernambuco e extraditado


A Polícia Federal em Pernambuco extraditou, no último sábado (05), por volta das 18h30, um estrangeiro de 31 anos natural de Portugal. Após quatro anos vivendo no Brasil – pelo menos dois desses, foragido no Estado — o procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) foi entregue a policiais portugueses no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes — Gilberto Freyre para que responda por crimes sexuais no país europeu. O caso foi divulgado pela PF nesta segunda-feira (07).

O estrangeiro havia sido detido em março de 2018 no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife, durante operação conjunta realizada pela Polícia Federal e pela Polícia Militar de Pernambuco. Na época, ele estava a dois anos irregulares no Brasil e já tinha sido notificado a deixar o país, porém ficou, desde então, foragido em comunidades distantes dos grandes centros das capitais pernambucana e paraibana.

Em Portugal, ele é acusado de cometer crimes sexuais contra mulheres portuguesas (estupro e ameaça qualificada) em fevereiro de 2015, tendo sido condenado a uma pena de 6 anos e 2 meses. No Brasil, já havia sido autuado por três vezes na Lei Maria da Penha por relacionamentos agressivos e conturbados com mulheres pernambucanas e paraibanas.

Segundo a PF, o português confessou que comandava um ponto de venda de drogas em Portugal e que foi denunciado pela própria mãe, que o forçou a fugir do país após o cometimento de vários crimes. De temperamento agressivo, se envolveu em brigas com guardas municipais da Paraíba.

A prisão preventiva para extradição foi decretada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes no dia 2 março de 2018 e visou atender a um pedido de extradição feita por Portugal ao governo brasileiro, fundada na promessa de reciprocidade entre esses países.

Após receber o respectivo dispositivo legal de prisão, foram realizados levantamentos por parte de policiais federais da Superintendência em Pernambuco que, de posse da autuação pela Lei Maria da Penha no Recife, montaram uma operação conjunta entre as polícias federal e militar que resultou em sua localização e consequente prisão.

O português foi encontrado e preso após trocas de informações repassadas pela Polícia Federal para Policiais Militares da Rádio Patrulha/Malhas da Lei, no Bairro de Santo Amaro, porém residia em diversas comunidades como “V8” e dos “Coelhos” e não tinha o costume de ficar por muito tempo em lugares fixos a fim de que não fosse possível a sua identificação. Segundo a corporação, a prisão ocorreu sem nenhum transtorno e o estrangeiro não esboçou qualquer tipo de reação.

Segundo a Polícia Federal, esse é o primeiro caso de extradição do ano de 2020. Além desse, houve a prisão de um outro estrangeiro italiano por crimes financeiros, que está esperado para ser enviado de volta ao país de origem.

Via PE Notícias

Social