Petrolândia Notícias: Ex-deputado federal Cadoca morre aos 80 anos devido a complicações da Covid-19

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

Ex-deputado federal Cadoca morre aos 80 anos devido a complicações da Covid-19

O ex-deputado federal Carlos Eduardo Cadoca morreu neste domingo (13), no Recife, após complicações causadas pela Covid-19. Ele tinha 80 anos e passou 40 dias internado no Hospital Português, no Centro da cidade.

A notícia foi confirmada por parentes de Cadoca. O ex-deputado teve diagnóstico positivo para a doença causada pelo novo coronavírus no dia 29 de outubro. Iniciou o tratamento em casa, mas apresentou problemas respiratórios e, desde então, estava internado no Hospital Português.

A cerimônia de cremação dele aconteceu no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife, neste domingo (13). Cadoca deixou esposa, quatro filhos e uma neta.

Nas redes sociais, a mulher do político, Berenice de Andrade Lima, afirmou que o ex-deputado “resistiu bravamente. Foi um forte guerreiro, típico de alguém que ama a vida, mas essa doença é terrível, misteriosa e, infelizmente, foi mais forte”.

Berenice de Andrade Lima também agradeceu aos profissionais de saúde que cuidaram do marido e pediu que todos redobrem os cuidados contra a Covid-19.

“Enquanto a vacina não chegar, garantindo uma cobertura universal, é urgente que todos redobrem os cuidados. É fundamental que cada um assuma uma parcela de responsabilidade para se proteger, proteger o próximo e evitar ao máximo que outras famílias não passem pela imensa dor e sofrimento que, lamentavelmente, estamos vivendo. Usar a máscara é um gesto de cidadania”, declarou.

Assessora de imprensa de Cadoca há mais de 20 anos, Catarina Lucrecia trabalhou com o ex-deputado no governo do estado, na Câmara das Deputados, em Brasília, e em campanhas políticas. Ela disse, em texto publicado nas sociais, que a relação profissional se transformou em amizade.

“Uma relação franca, mas absolutamente respeitosa e de muito, muito carinho. Uma relação que, de tão próxima, dispensa palavras. Bastava um gesto, um olhar, e pronto. Eu já sabia o que ele estava querendo dizer. É tão difícil perder alguém querido. Não sei lidar com isso direito, mas, do meu jeito, e entendendo que as boas lembranças são absolutas e sublimes, que vivem para sempre, guardo você, Cadoca, no meu coração. Obrigada por tudo. Pelos ensinamentos. Pelas boas conversas. Pelas oportunidades profissionais. Pela intensa confiança”, disse.

Via G1

Social