Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Laudo da perícia confirma que homem matou a companheira em Manarí, PE


O excelente trabalho do Perito Criminal Renato Annes e do Auxiliar de Perito Filipe Lima, ambos da Unidade de Polícia Científica do Sertão do Moxotó (URPOCSM – Arcoverde), resultou na elucidação de um crime bárbaro de feminicídio, que foi registrado no último dia 29 de outubro e chocou os moradores da zona rural da cidade de Manari, no Sertão de Pernambuco. O corpo de Maria Aparecida do Amaral, de 19 anos foi encontrado em frente à casa onde morava. A única testemunha ocular do fato era o marido Tonys dos Santos, de 20 anos.


Em depoimento, o homem contou que o casal foi surpreendido por dois homens, em uma motocicleta, que chegaram efetuando disparos de arma de fogo. Os disparos, no entanto, atingiram apenas a mulher, que deixou dois filhos pequenos. Ao examinar o local do crime, em busca de vestígios de interesse criminalístico, a equipe pericial não só identificou o autor do homicídio, como, a partir da análise de manchas de sangue e posicionamento de evidências, pôde inferir que, além de matar a esposa, o marido ainda tentou manipular a cena para criar sua versão da história.

Após a constatação, o marido, então, passou de testemunha a autor do feminicídio. Ele recebeu voz de prisão ainda durante o exame pericial e foi conduzido à 23ª Delegacia de Polícia de Homicídios, em Arcoverde, comandada pelo Delegado Marcos Virgínio, que fez a autuação em flagrante. Em audiência de custódia, o juiz determinou a prisão do autor do feminicídio. O inquérito deve ser concluído ainda nesta segunda (9). O laudo pericial foi concluído na última semana e a equipe pericial também realizou um desenho esquemático do local do crime.


Em um trabalho integrado, com o apoio do Perito Criminal Célio Alves, da Unidade de Polícia Científica do Agreste Central, e da Perita Criminal Camila Reis, do Instituto de Genética Forense Eduardo Campos, foram realizados os Exames de Microcomparação Balística com a arma que havia sido escondida próxima à residência da vítima e de comparação dos perfis genéticos extraídos do DNA do marido e do material subungueal da vítima tendo resultado positivo em ambos os exames. O resultado da comparação dos perfis genéticos saiu nesta segunda (9).

Do Portal Agreste Violento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!