Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



domingo, 22 de novembro de 2020

De cortar o coração! Menina escreve carta para Papai Noel pedindo leite e pão para a família

Emanuelle, de 9 anos, aproveitou a oportunidade de fazer um pedido para o Bom Velhinho e contou que nem sempre existe o que comer na casa em que ela mora com a mãe e os irmãos


Na cidade de Anápolis, que fica a 55 quilômetros de Goiânia, uma menina de 9 anos chamou a atenção das pessoas ao redor depois de escrever uma carta de cortar o coração. Emanuelle Cristina da Cunha Cardoso surpreendeu ao pedir, em um bilhete para o Papai Noel, leite para o irmão mais novo e pão para que a família pudesse se alimentar.

Na carta, ela pediu: “Papai Noel, eu queria muito ganhar uma caixa de leite para o meu irmão e Toddy para colocar na mamadeira dele. Queria ganhar muito pão para a gente tomar café, porque tem dia que a gente não toma café porque não tem nada”. Em entrevista ao G1, Emanuelle contou que escreveu o bilhete na última quinta-feira, 19 de novembro, e que pensou no irmão mais novo de 4 anos, Wanderson da Cunha Cardoso, porque ele sofre quando não consegue tomar leite.

Doações

Sarah Cristina, de 30 anos, é mãe de Emanuelle, Wanderson e Matheus Luccas e contou que a família vive com dificuldades financeiras, já que ela está desempregada: antes da pandemia, Sarah atuava como cabeleireira em um salão, mas com as creches fechadas não pode sair e deixar os filhos em casa sozinhos.

Ela também contou, ainda em entrevista ao G1, que a filha decidiu escrever a carta depois de ver um anúncio de televisão. “Ela viu na TV que os Correios estão entregando as cartas para o Papai Noel e perguntou se poderia escrever. Me deu um aperto no coração. Aqui a gente quase não toma café, só quando tem doação”, ela contou. A família vive de doações de alimentos que recebe, além de estar com as contas de energia e água atrasadas.

Via Didi Galvão


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!