Petrolândia Notícias: COLUNA 'BASTIDORES DA POLÍTICA': Confira tudo o que aconteceu na política de Petrolândia e região nessa última semana

CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

COLUNA 'BASTIDORES DA POLÍTICA': Confira tudo o que aconteceu na política de Petrolândia e região nessa última semana


Nesta segunda-feira (23), lançamos a edição nº 12 da Coluna 'Bastidores da Política' sua coluna semanal política que você só lê aqui, no Blog Petrolândia Notícias. 

Boa leitura...

MAPA DAS PREFEITURAS

Em Pernambuco, o PSB lidera com folga a quantidade de prefeituras conquistadas, com 52. A legenda pode aumentar a ocupação de vagas para 54, uma vez que ainda está disputando eleições em segundo turno no Recife e em Paulista. O MDB vem em segundo lugar com 21 prefeituras garantidas, podendo ampliar para 23. O Progressistas ocupa a terceira posição com 16 e pode chegar a 17, já o PSD aparece em quarto, com 14. O Republicanos completa a lista dos cinco com mais prefeituras: elegeu 12, mas pode ocupar 14 caso dois candidatos do partido revertam inelegibilidade na Justiça. Uma surpresa é o Avante, que passa a administrar dez prefeituras em 2021.

MENOS DE 100

Um número bastante curioso analisando o cenário pós-eleições 2020 em Petrolândia é que dos 159 candidatos(as) que disputaram as eleições proporcionais, 111 deles, ou seja, 70% dos candidatos a vereador(a) receberam menos de 100 votos. O número exagerado de chapas e de candidatos pulverizou os votos e acabou, por assim dizer, diminuindo as chances de vários candidatos que tiveram seus votos divididos por possuírem a mesma pauta, trajetória política ou morar na mesma comunidade, por exemplo.

EX-CAMPEÃO

Quem não conseguiu se reeleger em 2020 foi o vereador Eudes Fonseca (PTB). Eudes que foi o campeão de votos em 2012 com 1366 votos viu seu número de votos diminuir no pleito de 2016 para 687 votos, chegando a receber em 2020 o total de 434 votos, ou seja, de 2012 à 2020 foram 932 votos a menos. Se um vereador eleito busca manter, e se possível, aumentar seu número de eleitores por estar com mandato e mais possibilidades políticas, Eudes parece ter feito o caminho inverso.

DUZENTOS A MENOS

Tanto quanto os vereadores que não conseguiram renovar mandato para a Câmara Municipal de Petrolândia, as eleições deste ano causaram também surpresa em relação a quem retornou para a próxima legislatura. É o caso de Dedé de França (MDB). Aliado do Senador FBC, Dedé saiu de um status de campeão de votos, em 2016, para o quarto lugar no pleito deste ano. Apesar de novamente ter bom desempenho ao obter 579 votos este ano e ter realizado várias ações fora da Câmara com emendas parlamentares, Dedé perdeu mais de duzentos votos em relação há quatro anos.

VOTOS 2016/2020

Quem também perdeu votos de 2016 pra cá foi o vereador governista Sílvio Rogério (SD). Sílvio que em 2016 recebeu 636 votos, esse ano foi eleito com 462 votos, 174 votos a menos que na última eleição. Por outro lado, os candidatos eleitos Naldo da Ambulância (PSD) e Nego Almeida (Republicanos) aumentaram o número de votos recebidos em relação a 2016 e garantiram uma vaga na Câmara cada um. Naldo da Ambulância subiu de 322 votos em 2016 para 423 votos em 2020 e Nego Almeida superou os 201 votos de 2016 com 351 votos em 2020.

ABSTENÇÕES

O que também chamou a atenção nas eleições desse ano em Petrolândia foi o número de abstenções, que é quando o eleitor(a) se nega a votar. A título de comparação, em 2016 o número de abstenções foi de 2925, já em 2020 esse número saltou para 5063. Não sabemos se esse número elevado foi resultado de prevenção ao Covid-19, insatisfação com os candidatos, ausência do município ou todas essas alternativas juntas.

SERÁ?

Um vídeo que repercutiu bastante nas redes sociais pós-eleições foi o do advogado e ex-candidato a prefeito de Petrolândia, Fabiano Oliveira. Em um vídeo em que aparece comentando o resultado das eleições municipais desse ano, Fabiano Oliveira disse que o resultado da eleição não trouxe mudança para Petrolândia. Sem citar nomes, segundo ele, a mesma família que domina a cidade há trinta anos continua por detrás do poder.

ELEIÇÃO NA CAPITAL

Passada as eleições do 1° turno no interior de Pernambuco, os olhos de todo estado se voltam para a disputa do 2° turno da capital da Terra dos Altos Coqueiros. Por lá, PT e PSB disputam as eleições que mais do que o cargo de prefeito(a) da capital do estado, servirá como indicador para as eleições de 2022. Faltando apenas 6 dias para as eleições, marcadas para o dia 29, tudo caminha favorável para a candidata Marília Arraes (PT). Marília ganhando as eleições abrirá um cenário favorável para a oposição quebrar também a hegemonia do PSB no estado em 2022.

Redação: Ronald Torres (colaborador e colunista do Blog PN) e Alex Santos (Repórter/Blogueiro)


Social