CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Polícia Civil de Pernambuco deflagra operação contra brinquedos falsificados

 

Operação mirou uma loja de brinquedos falsificados no Recife - Foto: Divulgação / PCPE

Com a proximidade do dia das crianças, a  Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) deflagrou, nesta quinta-feira (8), uma Operação de Intervenção Tática (OIT) "Fake Toy", com o objetivo de apreender brinquedos falsificados e responsabilizar acusados de cometer esses crimes.

Por meio da Polícia Especializada (DIRESP) e Gerência de Controle Operacional Especializado (GCOI-E) da Polícia Civil, as investigações foram conduzidas pela Delegada Thaís Galba, titular da DECON e contou com a participação da Coordenação de Operações e Recursos Especiais – CORE e o apoio do Instituto de Criminalística.

Para a deflagração da operação, foram mobilizados treze policiais civis, entre delegado, agentes e escrivães. A Operação Fake Toy visou um estabelecimento comercial situado no centro do Recife, que vendia diversos objetos (brinquedos, copos, máscaras de proteção, adesivos e artigos de decoração de festa) alusivos aos Super Heróis, como Os Vingadores, Homem Aranha, Mulher Maravilha, Batman, bem como personagens da Disney como A pequena sereia, mickey e Minnie, além de outras marcas como Mundo Bita, Patrulha Canina, todas falsificadas.

Apreensão

Durante a operação, realizou-se a apreensão de toda a mercadoria falsificada existente nos três andares da loja, sendo o térreo, onde as mercadorias ficavam expostas à venda e dois andares superiores que funcionavam como depósito. Foram apreendidos aproximadamente uma tonelada de produtos falsificados. A operação efetuou quatro prisões em flagrante delito, sob acusação de crimes contra as relações de consumo, crimes contra o consumidor. fraude no comércio, recepção qualificada, crimes contra marcas e concorrência desleal.






Por Juliano Muta/FolhaPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!