Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Estado investiga morte de bebê com suspeita de Covid-19 no Hospam, em Serra Talhada, e Geres faz alerta


Um bebê de apenas 1 ano e oito meses faleceu, nesse final de semana, na ala de Covid-19 do Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam), em Serra Talhada. A criança era natural do município de Santa Cruz da Baixa Verde, no Sertão do Pajeú.

O fato acende um alerta, uma vez que Serra Talhada já registrou o primeiro caso de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), doença ocasionada pela Covid-19, e que ataca crianças e adolescentes.

Nessa segunda-feira (19), durante o programa Falando Francamente, na TV FAROL NO YOUTUBE, a Diretora da XI Gerência Regional de Saúde (Geres), Karla Millena, abordou o assunto, analisou os números da região e alertou a população.

“No domingo tivemos um óbito de uma criança de 1 ano e 8 meses, foi coletado o SWAB nessa segunda-feira e encaminhado pelo Laboratório Central (Lacen) para investigação. Ele estava internado na Unidade Respiratória da Covid e foi a óbito e foi coletado o material, o SWAB nasal e tem que esperar o resultado que deve sair em torno de 24h, ou no máximo 72h. Hoje está saindo mais rápido porque a demanda do estado diminuiu. Além do que tivemos um óbito de outra região de saúde e a gente também precisa aguardar, tivemos o 18º óbito do município de Belmonte. Serra Talhada está com 60 óbitos, e na 11ª Geres estamos com 108 óbitos”, explicou a gestora, acrescentando:

“O que que a gente percebe: Em Serra Talhada deram uma estabilizada, mas que outros municípios fora da nossa regional estão numa crescente. A gente precisa alertar a população para as medidas de segurança. Precisa continuar usando a máscara, não foi liberada ainda, precisa cuidar da higiene das mãos ou com água e sabão, ou álcool líquido, ou em gel e precisa manter o distanciamento”.

Assista a entrevista na íntegra:


Via Farol de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!