Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



terça-feira, 20 de outubro de 2020

Circos planejam retomar espetáculos presenciais na sexta (23)

Os circos de Salvador estão autorizados a reabrir a partir dessa segunda-feira(19), após sete meses de atividades paralisadas em função da pandemia do novo coronavírus.

Para isso, os espaços circenses devem seguir uma série de regras definidas por protocolo sanitário com intuito de evitar a disseminação da doença e garantir a segurança de funcionários, artistas e plateia. O Le Cirque, na Avenida Paralela, confirmou que pretende retomar os espetáculos partir da próxima sexta-feira (23).

“Adotamos diversas medidas de segurança para voltar a receber o público. Uma delas foi a retirada de toda a lona ao redor do circo, deixando apenas na parte de cima da estrutura, para priorizar a ventilação natural e deixar o ambiente mais arejado”, explica o diretor do circo, George Estevan Stevanovich.

Ainda de acordo com ele, o Le Cirque terá na entrada dispensers de álcool em gel, serviço de aferição de temperatura, além de marcações de distanciamento social. “Também já nos planejamos para ter intervalo de tempo maior entre um espetáculo e outro, o que consequentemente vai nos permitir higienizar equipamentos e mobiliários. Estamos desde 2011 em Salvador trazendo espetáculos diferenciados e estávamos bastante ansiosos para o anúncio da liberação das atividades ”, comemora.

O Picolino, em Pituaçu, seguirá realizando atividades virtuais, mas ainda sem data definida para voltar a receber o público. “Temos eventos programados pelo menos até novembro graças a recursos oriundos do edital Boca de Brasa. Através do nosso canal no YouTube, disponibilizamos oficinas de circo para a família, diálogo sobre a situação da nossa escola e mini documentário. No próximo mês, iremos lançar podcast sobre histórias do Picolino em formato de radionovela”, pontua Robson Mol, um dos coordenadores do local.

Para Robson, o Picolino não terá dificuldades em se adaptar às medidas de segurança para a retomada. “O protocolo divulgado pela Prefeitura respeitou nossas particularidades, liberando, por exemplo, que quatro pessoas sentem juntas na plateia. O público de circo é muito família e essa decisão faz todo sentido para a gente”.

Via Varela Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!