CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

'Não pensei no pior, pensava que um dia tudo iria passar e ficar tudo bem', diz menina após superar leucemia

 

Maria Laura foi diagnosticada com leucemia aos 9 anos — Foto: Arquivo pessoal

Descobrir uma doença é sempre um choque para qualquer pessoa, mas nos casos de câncer infantojuvenil o impacto é ainda maior para o paciente, e principalmente para os pais. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que cerca de 440 casos sejam diagnosticados em Pernambuco, até dezembro. E apesar de ser considerada uma doença rara e agressiva, mais de 80% das crianças e adolescentes são curados. O diagnóstico precoce pode salvar vidas. Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o Instituto do Câncer Infantil do Agreste (ICIA) oferece atendimento e acolhimento para os pacientes.

Maria Laura, de 12 anos, foi diagnosticada com leucemia durante uma consulta com uma dermatologista. A mãe decidiu procurar a médica quando identificou manchas vermelhas no corpo da filha, na época com noves anos. De início, as manchas aparentavam ser apenas uma alergia, porém os remédios e tratamentos para pele não estavam fazendo efeito.

Dermatologista percebeu que as manchas escondiam mais do que uma alergia — Foto: Arquivo pessoal

A dermatologista Samira Raad percebeu que algo estava errado e pediu exames de sangue. “A Laura apresentava lesões na pele por causa de alterações no sangue e, supostamente uma alergia. Ela apresentava manchas vermelhas na pele que a gente chama de urticária. Só que essa alergia estava escondendo algo a mais. Ela tinha alterações no sangue e não estava respondendo aos remédios convencionais. Imediatamente eu vi que tinha algo fora do normal. Nós conseguimos conduzir ela para que no dia seguinte já entrasse com o tratamento adequado”.

Veja a reportagem completa AQUI.

Do G1/Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!