Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Homem perde controle e agride dona de sorveteria que pediu para ele usar a máscara corretamente


Homem invadiu sorveteria e quebrou objetos no local - Foto: Reprodução/ Internet

Um homem perdeu o controle e agrediu a dona de uma sorveteria em Campinas, no interior de São Paulo, após a proprietária pedir para que ele usasse a máscara corretamente. Ele teria entrado no local com a máscara abaixada, na altura do queixo, modo incorreto de usar o equipamento de proteção. 

Após o pedido, o homem se sentiu ofendido e, além de xingar a mulher com palavrões, chutou e quebrou equipamentos do estabelecimento. O caso aconteceu na tarde do último sábado (12), em uma sorveteria da avenida José Bonifácio, no Jardim Flamboyant, e será encaminhado à Polícia Civil. 

De acordo com Pollyanna Reis, proprietária do local, quando ela pediu para que ele colocasse a máscara sobre o rosto para atendimento no caixa, começaram as agressões e ofensas. Em Campinas, há um decreto que obriga o uso de máscaras em estabelecimentos comerciais, além de vias públicas.. 

Em vídeos gravados por outros clientes que estavam no local no momento do ocorrido, é possível ver o homem ameaçando de agressão e ofendendo a proprietária. Em seguida, o homem chuta e quebra uma cadeira. Na sequência, ele tira uma proteção de corrente que havia no local e pisa em um cone colocado para controlar o fluxo de clientes.

Em meio a ameaças, o homem aponta o dedo no rosto da mulher, xingando e intimidando a funcionária: "Faz alguma coisa para ver se eu não quebro a sua cara, fala um 'A' pra você ver o que eu não faço", declara. 

Em sua defesa, o cliente, identificado como Rodrigo Ferronato, alega que teria sido agredido primeiro com um empurrão, um soco na barriga e tapas. Ele também afirmou que já fez um boletim de ocorrência contra o estabelecimento, e acionou o Procon pela recusa do atendimento.

Sobre o desrespeito a máscara, Rodrigo ainda afirma que não havia distanciamento social no local, e que a máscara estava colocada, mas não estava sobre o nariz.

Em meio a ameaças, o homem aponta o dedo no rosto da mulher, xingando e intimidando a funcionária: "Faz alguma coisa para ver se eu não quebro a sua cara, fala um 'A' pra você ver o que eu não faço", declara. 

Em sua defesa, o cliente, identificado como Rodrigo Ferronato, alega que teria sido agredido primeiro com um empurrão, um soco na barriga e tapas. Ele também afirmou que já fez um boletim de ocorrência contra o estabelecimento, e acionou o Procon pela recusa do atendimento.

Sobre o desrespeito a máscara, Rodrigo ainda afirma que não havia distanciamento social no local, e que a máscara estava colocada, mas não estava sobre o nariz.

Por Portal Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!