CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Claúdia Leal da Associação PROVIDA conta história de Quitéria e família, que estão sendo beneficiados com o Sisteminha Embrapa, em Inajá - PE [Vídeo]

Claúdia Leal ao lado de Quitéria - beneficiada pelo Sisteminha em Inajá-PE/Foto: Reprodução

A Coordenadora da Associação PROVIDA e do Coletivo Voluntários do Bem, Cláudia Leal lançou um vídeo recente em suas redes sociais, onde mostrou a história de transformação de Quitéria, que ela e sua família foram beneficiadas pelo Sisteminha Embrapa na zona rural de Inajá, no Sertão de Pernambuco.

Quitéria disse que antes do Sisteminha, quando a mesma queria comer uma verdura tinha que comprar, sem mesmo saber a qualidade daquele alimento, onde comenta que o produto poderia estar com agrotóxico.

"Hoje quero comer uma verdura, é só escolher a que quer comer. Sem nada de agrotóxico, sem nada que prejudique a saúde, tudo é saudável. Tenho peixe, que só é pescar faz fresquinho. Tudo uma benção, totalmente modificado. E eu estou muito feliz com o Sisteminha. Agradeço muito a Claúdia, e a todos que participam, que ajuda ela, que nós ajuda. Mudou bastante a vida da gente, e a saúde nem se fala", declarou Quitéria.

Veja o vídeo:

Sobre o Sisteminha

O “Sisteminha” constitui-se em um sistema integrado para produção de alimentos, desenvolvido para gerar segurança e soberania alimentar para seus usuários. 

O elemento central da solução tecnológica é a criação de peixes, em um tanque, com sistema de recirculação e filtragem. O sisteminha tem como principais vantagens o baixo custo de investimento inicial; 

É uma solução integrada, que pode ser facilmente adaptada às necessidades, experiência, preferências do produtor e condições edafoclimáticas e de mercado local; É apropriada para pequenos espaços (a partir de 100 m2), em áreas urbanas e rurais; e é uma solução dimensionada para atender às necessidades nutricionais de uma família de quatro pessoas, no atendimento às recomendações nutricionais da Organização Mundial da Saúde (OMS). A tecnologia é fundamentada em quatro princípios: 1) miniaturização, 2) replicabilidade, 3) escalonamento da produção, 4) segurança alimentar e nutricional. O tanque pode ser construído de forma artesanal, com materiais disponíveis na localidade (madeira, adobe, papelão, palha, pedra, pneu), de alvenaria, placas pré-moldadas ou outros materiais. O Sisteminha possui atualmente 15 módulos, sendo eles: 1. Produção de peixes, 2. Produção de ovos de galinhas; 3. Produção de frangos de corte; 4. Produção de minhocas; 5. Produção vegetal (carboidratos, hortaliças, chás e temperos; frutíferas e madeireiras); 6. Produção de composto; 7. Produção de ovos de codorna; 8. Produção de porquinhos da Índia; 9. Aquaponia; 10. Produção de larvas de moscas; 11. Produção de ruminantes; 12. Produção de suínos; 13. Biodigestor; 14. Sistema de tratamento de água potável; 15. Carvoaria artesanal. O Sisteminha não é uma tecnologia isolada em si, mas um “pacote” de soluções tecnológicas integradas, com muitas possibilidades de combinações. 

O módulo básico é a piscicultura e cada produtor adota os módulos disponíveis de acordo com seus interesses. A tecnologia desenvolve-se aos moldes da inovação aberta, com a forte participação dos beneficiários moldando o desenvolvimento e evolução da tecnologia. Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Por Redação/Informações e vídeo: Assessoria da Associação PROVIDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!