Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



sábado, 15 de agosto de 2020

Em manifestação por empregos e indenizações, moradores bloqueiam pelo 3º dia seguido o acesso do Assentamento Antônio Conselheiro I, entre a zona rural de Tacaratu e Petrolândia, no Sertão de Pernambuco; acompanhe a reportagem na íntegra [Fotos e Vídeos]


A reportagem do Blog PN, através do blogueiro/repórter Alex Santos, esteve na manhã dessa sexta-feira, 14, na agrovila 3 do Assentamento Antônio Conselheiro I, entre a zona rural de Tacaratu e Petrolândia, no Sertão de Pernambuco. 

Estivemos registrando o 3º dia de uma manifestação com bloqueio realizados pelos moradores ligados as associações comunitárias em um dos acessos que veículos da empresa Enel Green Power transita para a realização da ampliação da rede de alta tensão no parque eólico fontes dos ventos localizado na zona rural de Tacaratu.

Na oportunidade conversamos com os moradores envolvidos no bloqueio onde os mesmos solicitam vagas de empregos, indenização sobre lotes impactados e indenizações relacionadas á rede de alta tensão por impactar diretamente o território do assentamento.

Nossa reportagem tentou contatar um representante da referida empresa para prestar os devidos esclarecimentos, mais infelizmente não obtivemos repostas por parte da mesma.

Por meio de nota a Enel Green Power se manifestou na última quinta-feira (13); veja: 

“A Enel Green Power informa que mantém diálogo transparente e constante com as comunidades e autoridades locais nas regiões em que atua. Representantes da empresa estão em contato com os moradores do Assentamento Antônio Conselheiro e com o Incra, órgão responsável pela área em que o assentamento está localizado. A Enel Green Power acrescenta que cumpre rigorosamente a lei e que seguirá trabalhando para assegurar a passagem em segurança das pessoas na área mencionada.”

Uma guarnição da Polícia Militar (4ª CIPM) esteve presente no local, afim de manter a ordem e a segurança dos envolvidos. O protesto e bloqueio segue de forma pacífica.

Acompanhe a reportagem na íntegra:




Acompanhe o desabafo de Rosilda - presidente da associação da agrovila 2:


Fotos:










Por Redação/Gravação de vídeo: Adrian Ramon | Edição de imagens: Alex Santos | Apoio: João Paulo do BNE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!