CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sábado, 29 de agosto de 2020

Duas pernambucanas são presas com mais de cinco quilos de cocaína em Brasília


A Polícia Federal prendeu duas mulheres de Pernambuco, sendo uma, natural de Petrolina, no Sertão, com 5,6 quilos de cocaína e a outra natural de Recife, com aproximadamente 5 quilos de cocaína ambas na Rodoviária Interestadual de Brasília. As prisões ocorreram na terça (25) e na quarta-feira (26).

No primeiro caso, a prisão aconteceu após uma denúncia onde os policiais federais foram até a rodoviária e localizaram uma mulher com atitude suspeita. Durante a abordagem, os policiais encontraram dentro da mala da suspeita cinco tabletes coloridos embaixo das roupas. Ela disse aos policiais que vinha de São Paulo e estava indo para Pernambuco.  Do total de droga apreendida, 4 quilos de cocaína são do tipo “escama de peixe”, uma versão da droga com maior grau de pureza. O restante, 1,6 quilo estava sob a forma de pasta-base de cocaína.

Já no segundo caso a prisão se deu através de fiscalização de rotina, onde novamente os policiais federais foram à Rodoviária de Brasília, desta vez com cães farejadores iniciaram revistas de passageiros e das bagagens. Os cachorros-policiais indicaram a presença de substância entorpecente em uma passageira, que tentava viajar para Pernambuco e demonstrava bastante nervosismo. Os policiais abriram a mochila da suspeita e encontraram cinco pacotes de cocaína envoltos com bexigas.  

As mulheres foram encaminhadas à Superintendência Regional da Polícia Federal no Distrito Federal para o registro da ocorrência e responderão pelo crime de tráfico interestadual de drogas interestadual onde ficarão à disposição do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A Operação Quatro Patas vem sendo desenvolvida em todo o país visando usar dezenas de cães treinados para ajudar na localização de drogas, armas e explosivos nos principais aeroportos e rodoviárias do país. A ação faz parte do planejamento operacional da corporação, para oferecer mais segurança nos aeroportos, portos e rodoviárias visando inibir ações criminosas que coloquem em risco passageiros e tripulações tanto de aeronaves, veículos quanto de embarcações. 

As informações são do Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!