Trending


CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

Social



quarta-feira, 8 de julho de 2020

Pernambuco ganhará duas usinas de biogás em 2021


Pernambuco vai receber projetos de produção de biogás a partir do próximo ano. Através de um Acordo de Cooperação Técnica com a empresa de tecnologia alemã ECO Erneuerbare Energien GmbH, a startup pernambucana Empresa de Tecnologia e Consultoria (ETCBio) está desenvolvendo um projeto para geração de energia renovável. Serão duas usinas de biogás em Pernambuco com valor de investimento em R$ 25 milhões.

Lotada no Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel), a ETCBio desenvolve pesquisas e projetos de inovação em fontes de energias renováveis. Por isso, uma das diretrizes da empresa é a proteção ao meio ambiente. “É uma saída 100% ambiental. Não deixamos passivo nenhum no meio ambiente. É um processo limpo em que não tem agressão ao meio ambiente porque 99,8% do componente saem limpos”, disse um dos fundadores e CEO da ETCBio, Magno Gomes.

O principal objetivo com a implantação das usinas é produzir biogás a partir de resíduos sólidos urbanos, resíduos industriais e esgoto sanitário. “Produzimos o biogás, que pode ser convertido em biometano para injetar na rede de Gás Natural ou pode ser convertido em energia elétrica para a rede elétrica”, explicou um dos fundadores da ETCBio, Paulo de Melo. A empresa também produzirá biofertilizantes, componente natural que substitui os fertilizantes químicos, voltados para a agricultura.

As plantas ficarão localizadas em dois municípios pernambucanos, ainda sem poder divulgá-los por questões estratégicas. A expectativa é de iniciar as construções das usinas até o final deste ano. Até 2021, a ETCBio pretende estar com elas em funcionamento. “Já está tudo alinhado, já temos a viabilidade de captar os insumos e já temos a tecnologia”, informou Gomes. A ETCBio conta com o apoio da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) para desenvolver o projeto. Além de poder instalar plantas em Pernambuco, a empresa pernambucana tem liberação para implantar usinas em toda a América Latina. 

As tratativas para implantação das usinas em Pernambuco ocorrem há um ano e meio entre as empresas. Com mais de 500 usinas de biogás localizadas no mundo, sendo 450 na Alemanha, a ECO GmbH planeja e desenvolve tecnologia para essas instalações. As usinas de Pernambuco seguirão um modelo como a última instalada pela empresa alemã, que fica na Coreia do Sul e funciona para o tratamento de mais de 70 mil toneladas de estrume e resíduos alimentares. 

Com informações da Folha de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!