CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Jatobá: Em nota Prefeitura Municipal diz que CHESF desrespeita e ignora responsabilidade social para com a comunidade de Itaparica; entenda


A Prefeitura Municipal de Jatobá através de sua Assessoria de Gabinete vem  informar  a toda comunidade que, apesar dos seus esforços para resolver de forma amigável na mesa de negociações com a CHESF, aquela entidade decidiu de forma unilateral, cessar os contratos com as empresas contratadas para realizarem as atividades de coleta de lixo e conservação/manutenção de jardins e cercas, junto ao Acampamento Itaparica.

A Administração Municipal através da Prefeita Goreti Varjão (SD) deixa aqui seu protesto contra a postura desta atual diretoria que está à frente da CHESF e pontua aqui algumas considerações sobre tal atitude, pois:

Mesmo num momento tão delicado como este que todos passamos com a PANDEMIA, a CHESF jamais se compadeceu ao frágil momento institucional do País e muito menos da nossa Jatobá, de onde esperávamos gestos de hombridade e reconhecimento, haja vista que as prioridades de todos os segmentos neste momento estão concentradas em salvar vidas;
Mesmo aquela empresa tendo um lucro recorde no ano de 2019, de cerca de Três Bilhões e Quinhentos Milhões de Reais, segundo matéria lançada no próprio site da CHESF;
Mesmo sabedora do atual contexto econômico, onde todos estamos passando por dificuldades extremas como há muito não se via, aonde os municípios de pequeno porte são sempre os mais afetados;
Mesmo sabedora que a história de fundação de nossa cidade está íntima e diretamente ligada à atuação daquela empresa, quando na construção da Usina Hidroelétrica Luís Gonzaga e da Barragem Itaparica;
Que em momento algum foram reconhecidos/aceitos os Planos anteriores para a Municipalização do Acampamento, que vinham sendo discutidos e construídos por todos os Ex-Prefeitos de Jatobá;
Que excluíram de forma intencional a participação da representação do DGRP (APA) de Paulo Afonso, que teria um papel fundamental nas discussões, por ser o órgão responsável direto pelo acampamento e que teve ao longo de todos os anos de tratativas, uma atuação direta e onde, com certeza, tem em seus arquivos diversos documentos enviados pela prefeitura tratando da matéria;
Que desrespeitam e ignoram a responsabilidade social para com a comunidade de Itaparica, de onde sempre foram mantenedores dos serviços;
Que querem abandonar o acampamento sem concluir o sistema de saneamento básico, onde fica clara a má utilização do recurso público entre CHESF e COMPESA;
Que apesar de ter instalado e utilizar até hoje o lixão muito próximo ao rio São Francisco, a empresa jamais apresentou qualquer plano para extinção do mesmo e nem sequer cogita a construção de aterro sanitário apropriado para deixar no município;
Que a empresa ficou de marcar outras reuniões para esclarecer questões levantadas anteriormente, bem como promover as reuniões entre os GT’s (Grupos de Trabalho) e jamais o fez;
Que nas poucas reuniões que aconteceram, almejávamos a discussão em mesa de negociação para solução de outros serviços, como pavimentação das vias públicas danificadas, melhoramento da infraestrutura dos alojamentos (dentre tantos outros), por exemplo. Porém estes sequer entraram em pauta;
Segundo foi dito pelo seu diretor, o plano da empresa é tão somente entregar o acampamento, ressaltando que a ideia da CHESF é deixar a prefeitura responsável por todos os serviços, enquanto eles negociariam os imóveis ainda pendentes (centro comercial, lotes, prédios públicos, etc) tão somente com o intuito de capitalização da empresa;
Enfim, é com imensa decepção que nos vimos forçados a adotar medidas judiciais, onde objetivamos aprofundar as discussões para darmos andamento a uma municipalização que seja vantajosa para a sociedade, para a prefeitura e para a companhia hidrelétrica do São Francisco.

Asseguramos que iremos a todas as instâncias que nos forem possíveis, para que sejam reparados todos os equívocos neste modelo de municipalização que está sendo imposto por aqueles que atualmente representam a CHESF.

No momento, fica estabelecido que a prefeitura de Jatobá dará continuidade aos serviços por hora interrompidos pela CHESF, de maneira que não haverá qualquer prejuízo aos moradores de Itaparica.

Sem mais, contem com meu esforço e dedicação.

Goreti varjão – Prefeita e Moradora Domiciliada

Por ASCOM da Prefeitura de Jatobá | Redação Portal Jatobá/Foto: Whitney Pereira




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!