CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Covid-19: mais de 300 detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes em Petrolina pegaram a doença


Os testes realizados com os detentos na Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes, em Petrolina, no Sertão pernambucano, mostraram que, até o momento, 317 deles, contraíram o novo Coronavírus. A unidade tem, atualmente, 1.193 pessoas privadas de liberdade.

No Brasil, 11.269 detentos e 5.854 servidores de unidades prisionais foram positivados com a Covid-19. Destes, já foram registradas 139 mortes. Em Pernambuco, até o momento, 1.033 pessoas privadas de liberdade pegaram a Covid-19. Seis pessoas morreram em decorrência da Covid-19. 250 servidores das unidades prisionais também foram infectados pelo vírus. Um morreu. Em Petrolina, até o momento não foi registrada morte.

Segundo a diretora de Atenção Básica de Petrolina, Lorena Andrade, os detentos do presídio em Petrolina estão sendo acompanhados por uma unidade de saúde que fica dentro da penitenciária.

“Por mais que seja uma gestão estadual, existe um diálogo tranquilo entre essa equipe de saúde do estado junto à equipe de Atenção Básica do município, junto com a Vigilância em Saúde. A gente vai sendo atualizado diariamente com relação aos números de casos novos, de curas clínicas, ao estado de saúde desses pacientes. Então a maioria encontra-se em isolamento dentro do próprio presídio, sendo monitorada por esta equipe. Diariamente, a gente vai se comunicando, recebendo informações através de e-mail, de notificações passadas diretamente para a Secretaria de Saúde”, explicou Lorena Andrade.

No presídio de Salgueiro, também no Sertão do estado, nove detentos foram registrados com a doença. A unidade tem, atualmente, 446 pessoas privadas de liberdade. Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, além do fechamento das unidades prisionais, determinada em uma reunião no começo de março, várias ações foram planejadas para reduzir o contágio nas unidades prisionais.

“Desde a primeira hora, nós cuidamos de fazer primeiro a profilaxia dentro das unidades prisionais. Distribuímos, para cada um dos presos, três máscaras reutilizáveis. A gente também cuidou de fazer a higienização e distribuição de material de higiene para fazer a higienização dentro das celas. Fizemos o isolamento daqueles que estavam testados suspeitos ou positivos. Também cuidamos de fazer reuniões por teleconversa para que as famílias se tranquilizem e encontrassem com seus parentes, mesmo que remotamente”, disse o Secretário de Justiça e Direitos Humanos de PE.

Segundo o secretário, um plano de reabertura dos presídios estaduais já está sendo discutido, mas ainda não há prazo para ser executado. Isso vai depender dos números da Covid-19 no estado.” Já são quatro meses, entrando pelo quinto mês de isolamento. Isso é uma coisa difícil de ser administrada e a gente vai fazer isso tendo como prioridade absoluta o respeito e a garantia da vida e da saúde de todos”, destacou Pedro Eurico.

Com informações do G1




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!