CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sábado, 13 de junho de 2020

Caso Miguel: polícia vai investigar se menino foi jogado


Apesar da principal hipótese da morte de Miguel Otávio, de 5 anos, ser acidental, a polícia não descarta a possibilidade de o menino ter sido jogado do 9º andar do Píer Maurício de Nassau, prédio conhecido como as “Torres Gêmeas, no bairro de São José, área central do Recife.

Por determinação do delegado Ramon Teixeira, peritos do Instituto de Criminalística foram até o edifício novamente esta semana. Uma nova suspeita entende que o menino não poderia ter chegado do local da queda sozinho, conforme apuração da revista Época.

Os obstáculos no caminho da criança com 1,15 metro indicam que ele não conseguiria atingir os condensadores de ar-condicionado, onde ele caiu. “A princípio, ele tentou escalar e caiu lá de cima de forma acidental. Mas as investigações não estão conclusas. Falta comprovar se é possível ele ter caído sozinho”, explicou à revista perito criminal André Amaral.

A mãe de Miguel, Mirtes, diz que não descarta nenhuma hipótese. “Agora, mais calma, olhei atentamente as imagens feitas pela câmera do elevador. O meu filho desce no nono andar, abre aquela porta de incêndio e passa por ela como se tivesse encontrado alguém do outro lado. Quem poderia estar ali? Só a polícia poderá descobrir”, comentou.

Ainda de acordo com a revista, a hipótese também foi discutida por moradores do edifício, em que ocorreu o acidente, nas redes sociais. “A história de que ele subiu na mureta, caminhou pelo duto de ar-condicionado e subiu pela grade não nos convenceu”, escreveu um morador, que publicou uma foto de si mesmo ao lado da mureta. “Reparem que tenho 1,75 metro de altura e até para mim essa janela é alta”, escreveu.

Via PE Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!