CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

sexta-feira, 1 de maio de 2020

Acusados de homicídio, estupro e roubo em Delmiro Gouveia são presos pela Polícia Civil


Três pessoas que são acusadas de homicídio, estupro e roubo na cidade de Delmiro Gouveia foram presas nesta quinta-feira, 30, durante uma operação da Polícia Civil, através da equipe do delegado Daniel Mayer. Os presos foram identificados como: José Edson Soares Melo (estupro); Cícero Antônio do Nascimento (homicídio) e Paulo Sérgio Rodrigues (roubo qualificado). As prisões ocorreram em duas cidades do Estado de Pernambuco e em Maceió-AL.

A ação foi coordenada pelo novo delegado regional de Delmiro Gouveia, Daniel Mayer. Os presos foram capturados após um excelente trabalho de inteligência comandado pelo Agente da PC, Cyro Jorge.

Detalhes dos crimes:

José Edson Soares Melo, é apontado pela Polícia Civil, como autor de um estupro contra uma criança que seria sua enteada. O crime ocorreu no dia 30 de outubro de 2011, até a data de ontem, 30, ele vivia foragido e residia na cidade de Flores no Estado de Pernambuco. A prisão dele ocorreu em parceria com a Polícia Militar do Estado pernambucano. Ele não reagiu à prisão e foi conduzido para a regional de Delmiro Gouveia.

Cícero Antônio do Nascimento, é acusado de praticar um homicídio há 20, o crime a época aconteceu em 1999 e teve como vítima Arnaldo José da Silva. Na época, Cícero matou Arnaldo com golpes de barra de ferro, após uma discussão. Ele foi preso pelo investigador Cyro Jorge, depois de ser flagrado andando tranquilamente pelas ruas da capital alagoana.

Paulo Sérgio Rodrigues, foi preso no Estado de Pernambuco, ele é apontado como autor de roubo com emprego de arma de fogo. Na época, o homem que é acusado roubou uma Hilux de um empresário na Rua 13 de maio, o veículo foi encontrado horas depois em um depósito que funcionava uma Funerária na cidade de Saloá no Estado de Pernambuco.

Para o delegado a ação visa coibir que criminosos saiam do convívio social, uma vez que nos dois primeiros casos, os crimes estavam impunes a anos e os autores viviam como se nada estivesse acontecido. “Nossa missão é prender os que descumprem a Lei, aqueles que acham que vão praticar crimes em Delmiro e vão ficar impune, pode partir para outra região, porque nós vamos descobrir e vamos prendê-los, custe o que custar.” Destacou o jovem delegado.

Por Ítalo Timóteo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!