CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CODIGO ADSENSE SITE RÁPIDO

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Ministério Público de PE cobra a municípios que abram leitos de UTI para o combate à Covid-19

Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento de pacientes com a Covid-19 estão próximos de atingir o limite de ocupação no estado. Na segunda (20), o secretário estadual de Saúde, André Longo, disse que 99% dos leitos de UTI dedicados à doença estão ocupados. Por isso, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) cobrou aos municípios a abertura de novos leitos de UTI.

Até esta quarta-feira (22), o estado conta com 327 leitos de UTI exclusivos para pacientes com o novo coronavírus. Quase todos ficam na Região Metropolitana do Recife. A previsão do governo é conseguir mais 100 leitos até o fim do mês de abril. Entretanto, com o número de casos confirmados da doença crescendo no estado, inclusive no interior, o sistema de saúde pode entrar em colapso.

O MPPE tem acompanhado a situação de perto e alerta para a falta de respiradores para equipar leitos de UTI.

"O secretário estadual de Saúde falou que estava com problema para receber alguns respiradores e a empresa disse que ia priorizar a entrega para o Ministério da Saúde. Eles estão vendo, segundo o secretário, para priorizar a entrega em Pernambuco até diante do quadro que a gente enfrenta e estamos aguardando respostas", disse a promotora de defesa da Saúde do Ministério Público, Ivana Botelho.


De acordo com as autoridades de saúde, a taxa de isolamento ideal seria de 70%, mas a média no estado gira em torno de 50%. Isso reforça a necessidade de os municípios aumentarem o isolamento social e abrirem mais leitos de UTI.

Dos 184 municípios pernambucanos, 170 decretaram estado de calamidade pública por causa da pandemia. Isso permite, por exemplo, a compra de material e contratação de profissionais sem a necessidade de licitação.

Por meio de um centro de apoio operacional, o MPPE tem cobrado das prefeituras a abertura de leitos para pacientes em estado crítico.

"Todos os municípios entregaram ao Ministério Público os seus planos de contingência. Agora passamos para a segunda fase, que é a execução desses planos e ampliação desses leitos em razão da extensão da pandemia no estado. Vamos exigir a implementação dessas ações", afirmou Édipo Soares, coordenador do centro de apoio operacional às promotorias de Justiça em Defesa da Saúde.

A cobrança tem sido intensificada aos municípios com mais recursos como Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. "Nós vamos precisar do esforço conjunto de todos os municípios. Inclusive isso foi alvo de recomendação do Procurador Geral de Justiça para que eles priorizem o enfrentamento da pandemia", contou Édipo.

Segundo o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, as prefeituras têm apoiado, como podem, as ações do estado no combate ao novo coronavírus.

"Nós estamos vendo os hospitais com muita dificuldade, mas os municípios estão colocando suas redes de hospitais de pequeno porte à disposição e também ajudando no transporte sanitário dos pacientes e fazendo a parceria para que os municípios não sobrecarreguem os hospitais regionais também com aquela parte educativa de barreiras sanitárias, acompanhamento de paciente crônicos da Covid-19, fazendo toda a parte de responsabilidade direta do município e celebrando as parcerias com o governo", disse.

Covid-19 em Pernambuco

Aumentou para 3.298 o número de casos confirmados do novo coronavírus em Pernambuco. Foram 390 novos casos em 24 horas, o maior aumento já contabilizado desde 12 de março, quando ocorreram as duas primeiras confirmações. O número de óbitos por causa da Covid-19 subiu para 282, com mais 22 registros nesta quarta-feira (22).

Do G1/PE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!