CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Vaqueiro morre após ser atingido por parede de concreto que desabou em Jatobá, PE


Uma morte trágica sensibilizou a cidade de Jatobá-PE, na madrugada do último sábado (19). Roniel Gomes da Silva, vaqueiro, morador da comunidade Caldeirão, foi esmagado por uma parede de concreto.

Segundo informações da Polícia Militar (4ªCIPM), a Patrulha Rural da cidade, foi solicitado por um funcionário que trabalha no Hospital Municipal em Itaparica. Pois tratava - se de um homem que havia dado entrada em estado de óbito. De imediato o efetivo Policial fez deslocamento para o local onde foi constatado a veracidade do fato. 

Ainda de acordo informações da PM, uma moça em estado de choque chegou ao referido hospital por volta das 04:00hs da manhã, dizendo que seu companheiro estava preso, e foi esmagado por duas paredes de concreto, e que o mesmo pedia por socorro, onde dois funcionários do hospital foram para o local do acidente, e que viram o corpo da vítima com possibilidades de já está em estado de óbito. Sendo que no local haviam três homens que estavam utilizando uma corda e um carro para separar às paredes, e retirar o corpo da vítima, tendo êxito na retirada do corpo entretanto já em estado de óbito. 


Após o ocorrido o corpo foi levado para o hospital, onde o médico de plantão acionou a Polícia.   

Logo após o triste fato a companheira procurou as parentes e depois foi para o hospital. Tentando tirar o corpo para ser levado para o hospital com auxílio da ambulância. Quando o efetivo esteve presente no hospital constatou que havia um elemento em óbito na pedra, e sua companheira medicada.

A PM entrou em contato com várias pessoas que estiveram no local do fato, e que tentaram salvar a vítima presa entre duas paredes. A Polícia Civil esteve no local, onde encaminhou o corpo para a funerária responsável, sendo transferido para o IML.

Por Redação/Informações: Seção de Comunicação da 4ª CIPM/Fotos: reprodução do WhatsApp.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!