CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Brasil e Peru reeditam final da Copa América em amistoso


Não faz muito tempo que a Seleção Brasileira deu um basta à má fase dos últimos anos. Há pouco mais de dois meses, a Canarinho batia o Peru por 3x1, no Maracanã, e conquistava a Copa América 2019. Na madrugada desta quarta-feira, à 0h, as duas equipes voltam a se encontrar. Desta vez, a ocasião e o palco do duelo são completamente diferentes. O embate acontecerá em Los Angeles (EUA) e o jogo tem apenas caráter amistoso, da mesma forma que ocorreu na última sexta-feira, quando Brasil e Colômbia empataram por 2x2, em Miami, também nos Estados Unidos.

O principal destaque do Brasil, como não poderia ser diferente, é novamente Neymar. O astro havia perdido a última Copa América por lesão e entrou em crise com o seu clube, o Paris Saint-Germain, ao tentar uma saída para o Barcelona. No entanto, parece que o inferno astral do craque dá uma trégua quando o atacante enverga a camisa 10 amarela. No jogo contra a Colômbia, coube ao jogador fornecer a assistência para Casemiro, no primeiro gol. Depois no segundo tempo, também saiu dos seus pés o gol de empate, quando a Canarinho estava em desvantagem no placar.

Foi a primeira vez que o atleta disputou um jogo inteiro desde úlitmo mês de maio. E, como de costume, o técnico Tite rasgou elogios ao desempenho do atacante. "O rendimento de Neymar foi superior às minhas expectativas. Conversávamos sobre ficar de olho nele a partir dos 45 minutos, porque o jogador começa a pensar algo, mas não consegue executar. Mas ele estava pensando e executando, me surpreendeu", explicou o treinador, pouco após o empate contra a Colômbia. Para o jogo, o técnico Tite deve dar mais espaço a jovens como Vinícius Júnior e Lucas Paquetá.

PERU
Diferentemente do Brasil, que empatou o seu amistoso nos EUA dias atrás, o Peru busca recuperação. Afinal, a equipe comandada pelo técnico Ricardo Gareca decepcionou e foi derrotada por 1x0 para o Equador, em Nova Jersey. Para o confronto, o time não terá um de seus principais jogadores, o centroavante Paolo Guerrero. O veterano, de 35 anos, atua pelo Internacional de Porto Alegre e pediu dispensa ao treinador, pois o Colorado disputaria uma vaga na final da Copa do Brasil. No entanto, o que mais incomodou o comandante do escrete peruano foi a atuação contra o Equador. "Reconhecemos que não tivemos claridade, mas o adversário chegou duas vezes a nosso gol e fez um. Então acho que temos que melhorar", analisou o treinador. Uma seleção como a nossa não pode relaxar. Por isso sempre digo que o caminho é difícil, que temos que nos preparar bem, todos os jogos que disputamos são importantes", afirmou o argentino.


FICHA TÉCNICA:

Brasil
Weverton; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva (Militão) e Alex Sandro; Casemiro, Arthur, Lucas Paquetá (Coutinho); Neymar, David Neres e Roberto Firmino. Técnico: Tite.

Peru
Gallese; Advíncula, Santamaría, Abram e Trauco; Tapia, Gonzáles, Costa (Carrillo), Flores e Cueva; Ruidíaz. Técnico: Ricardo Gareca.

Local: Memorial Coliseum, em Los Angeles (EUA)
Horário: 0h (do Recife)
Arbitragem: não divulgada
Transmissão Tv: Rede Globo e SporTV

Por: Da Redação, com agências 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!