CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Ex-Vereador e Pré-Candidato à prefeito de Petrolândia 'Rogério Novaes' participou de manifestação contra construção de usina nuclear em Itacuruba


O ex-vereador/produtor rural e pré-candidato à prefeito de Petrolândia Rogério Novaes (Rogerinho), participou ao lado do vereador de Petrolândia Louro do Vidro, do presidente da OAB de Petrolândia Luiz Antonio (advogado), da suplente de vereador Maria Helena e da vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Petrolândia (SINSEMP/PE) Fabiane Kelly.

A manifestação ocorreu nos dias 15 e 16, aconteceu em contra a instalação de uma usina nuclear no município de Itacuruba, no Sertão de Pernambuco. A Caravana Anti Usina Nuclear é realizada pela Diocese de Floresta, Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (Fetape), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Associação PROVIDA, Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Polo Sindical do Submédio São Francisco PE/BA, comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, pescadores, agricultores, familiares. 

A ação teve início no sábado (15), com concentração às 5h na entrada do município de Carnaubeira da Penha. Às 11h, começou a caminhada em direção a Floresta. No domingo (16), a concentração da caminhada de Floresta ao município de Itacuruba foi às 3h. A partir das 8h, foi realizado o ato contra a instalação da Usina Nuclear, em frente à Igreja Matriz Nossa Senhora do Ó, em Itacuruba. O evento contou com apresentações culturais e pronunciamentos. 

Estudos de órgãos federais consideram Itacuruba como o local apropriado para abrigar uma usina nuclear na região Nordeste, em virtude da aproximação com o rio São Francisco. De acordo com declarações do Ministério de Minas e Energia do Governo Federal, a energia nuclear seria importante para manter a matriz energética do país. Porém, a instalação da usina pode trazer impactos para a vida de comunidades quilombolas e povos indígenas. Caso seja concretizada, a proposta implicará em expulsão desses povos tradicionais de seus territórios. 

Por Redação/Informações Brasil de Fato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!