CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 10 de março de 2019

Mãe do técnico Tite morre aos 83 anos em Caxias do Sul

De acordo com informações preliminares, Ivone Bacchi morreu de causas naturais/Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Ivone Mazzochi Bachi, a mãe do técnico da Seleção Brasileira Adenor Bachi, o Tite, morreu neste sábado (09), em São Bráz, no interior de Caxias do Sul.  Ela tinha 83 anos. Conforme informações preliminares, ela teria morrido de causas naturais, em sua residência, no bairro Ana Rech. 

O corpo será velado na noite deste sábado (9), a partir das 21h, na Capela A do Memorial São José, em Caxias do Sul.O sepultamento está marcado para o domingo (10), no Cemitério Parque, às 16h.

Quando Tite assumiu a Seleção Brasileira, em 2016, em entrevista ao jornal Pioneiro, Ivone lembrou a trajetória do seu filho, desde a época em que começou em São Braz.

 – O Tite está realizando o sonho do pai dele. O Ade se segurava bastante, mas se notava que era o sonho dele também em treinar a Seleção Brasileira – confessa a mãe, emocionada. 

 O pai Genor Bachi morreu em 2009, aos 74 anos, quando Tite era o técnico do Inter. Foi o maior incentivador da carreira do filho. Era ele quem colocava o pequeno meia Adenor a jogar no tradicional time amador do Juvenil, de São Bráz, localidade de Caxias. A partir daí, o garoto virou Tite por intermédio do então zagueiro e técnico de time colegial Luiz Felipe Scolari, que o descobriu na final municipal escolar de 1977. 

Por toda a vida, Ivone foi uma das maiores incentivadoras da carreira do filho.

No Twitter, o Corinthians mandou condolências pela morte do técnico que foi campeão mundial pela equipe.

Via Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!