CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 10 de março de 2019

Falta de energia mata mais de 50 mil frangos e prejuízo passa de R$ 300 mil no ES


Foram pouco mais de quatro horas de interrupção no fornecimento de energia na região da Cascata do Galo, em Domingos Martins – ES, mas o suficiente para causar a morte de mais de 40 mil frangos, conforme lamenta o avicultor Silvestre Santana, 37 anos.

No interior das granjas, segundo o granjeiro Silvestre, há dezenas de ventiladores, que funcionam com eletricidade. Segundo ele, a energia foi suspensa por volta de 10 horas deste sábado (09), e nenhum morador havia sido comunicado sobre a interrupção.

Ao meio dia deste sábado, segundo Silvestre, os eletricistas da empresa fornecedora de energia elétrica continuavam com as reparações do sistema de fornecimento elétrico em parte de Domingos Martins, enquanto o quantitativo de frangos mortos aumentava a cada momento.

“Em uma das granjas, que alojava 32 mil frangos, apenas cerca de dois mil conseguiram sobreviver. Ao todo, calculo que morreram aproximadamente 50 mil frangos, causando um prejuízo de uns R$ 300 mil. Juntamente com a empresa a qual sou parceiro na criação, vamos acionar a justiça para buscar o ressarcimento do nosso prejuízo”, adiantou o avicultor.

Diversos caminhões cheios de frangos mortos deixarão de ser vendidos e serão descartados, segundo o granjeiro. Ele ressalta ainda que os colegas de trabalho da mesma região estavam desesperados e tentavam de todas as formas improvisarem a queda de temperatura para evitar a morte das aves.

No interior dos galpões, segundo o granjeiro, a temperatura superou os 40 graus e isso torna impossível para os frangos se manterem vivos devido ao aumento da produçao de amônia, disse o produtor.

Segundo Silvestre, os frangos que morreram seriam comercializados na próxima terça-feira. “Estou aguardando a chegada de uma veterinária e vamos abrir buracos e enterrar essas aves mortas. É uma cena lamentável e um descaso da EDP. Se tivéssemos sido informados, teríamos providenciado geradores de energia para o período que ficamos sem o fornecimento elétrico. Serão pelo menos dois dias de trabalho para o descarte das aves mortas”, lamentou.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a EDP informou que “falha na rede que abastece pontos de Domingos Martins interrompeu a energia para parte dos clientes da região. Equipes trabalharam para restabelecer o sistema, que foi normalizado de forma gradativa. Às 14h14, todo o serviço foi restabelecido”.

Via Montanhas Capixabas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!