CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 27 de janeiro de 2019

Superior, Sport bate o Náutico no Clássico dos Clássicos

Foi mais fácil do que muitos imaginavam. No primeiro clássico da temporada, o Sport bateu sem sustos o Náutico por 3x1, neste domingo (27), na Ilha do Retiro. Foi a primeira vitória leonina em casa neste ano, já que o time havia perdido na estreia para o Flamengo de Arcoverde. Com a vitória, o Leão chegou aos seis pontos no Campeonato Pernambucano 2019. 


Os gols foram marcados por Hernane Brocador, Ezequiel e Adryelson. Do lado do Náutico, é a segunda derrota em três jogos na temporada e assim o treinador Márcio Goiano já começa o ano sob pressão.


Dentro de campo, um domínio do Sport no primeiro tempo. Como referência dessa vantagem leonina, o Náutico finalizou apenas uma vez na primeira etapa, com Assis mandando falta ensaiada por cima do gol de Magrão, mero espectador. Do lado rubro-negro, praticamente tudo que se criou terminou em gol. O placar foi aberto com apenas cinco minutos de bola rolando. Após passe de Ezequiel, Hernane Brocador deu um drible da vaca em Camutanga e tocou com categoria por cima de Bruno. Um golaço na Ilha do Retiro.


Com o gol, o Timbu passou a sair um pouco mais para o jogo, mas errava muitos passes. Inclusive com Jorge Henrique, que deveria ser esse meia de ligação. Melhor em campo e mais equilibrado, o Sport chegou ao segundo gol aos 32 minutos. Em falha do estreante André Krobel, Ezequiel saiu nas costas do jogador alvirrubro e tocou na saída de Bruno, ampliando o marcador para a festa da torcida rubro-negra.


Com o ataque praticamente inoperante, o treinador Márcio Goiano resolveu voltar para o segundo tempo com o atacante Robinho. A alteração surtiu efeito, com o time alvirrubro passando a ser mais ágil e jogando mais próximo do gol leonino. Com cinco minutos, os visitantes já haviam criado duas situações de gol. Mas, parou por aí o lampejo alvirrubro. Aos oito minutos, Guilherme recebeu lindo passe na entrada da área, mas bateu no marcador. Porém, aos 11 minutos não teve jeito. Após cruzamento de Raul Prata, Adryelson subiu mais que os adversários e cabeceou sem chance para o goleiro Bruno.


Desta vez, o Timbu não chegou nem a ensaiar uma reação. Sem criação, o time não conseguia finalizar. Somente nos minutos finais, Wallace Pernambucano conseguiu finalizar, após driblar Magrão, mas o zagueiro Chico salvou. Sem forças, o Náutico conseguiu descontar apenas nos acréscimos. Em falha do goleiro Magrão, Robinho deixou a sua marca.

Ficha técnica

Sport 3
Magrão; Norberto (Raul Prata), Chico, Adryelson e Sander; Ronaldo, Charles, Ezequiel (João Igor), Leandrinho e Guilherme (Alisson Farias); Hernane Brocador. Técnico: Milton Cruz.

Náutico 1
Bruno; Krobel (Thiago), Sueliton, Camutanga e Assis; Josa, Luiz Henrique e Jorge Henrique; Fábio Matos (Hereda), Matheus Carvalho (Robinho); Wallace Pernambuco. Técnico: Márcio Goiano

Local: Ilha do Retiro (Recife/PE). Árbitro: Deborah Cecília. Assistentes: Clóvis Amaral e Marcelino Castro. Gols: Hernane Brocador (aos 5 do 1ºT) e Ezequiel (aos 32 do 1ºT). Adryelson (aos 11 do 2ºT). Robinho (aos 46 do 2ºT). Cartões amarelos: Sander, Charles e Ronaldo (Sport). Camutanga, Thiago e Matheus Carvalho (Náutico). Público: 8.332. Renda: R$ 164.815.

Via FolhaPE/Esportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!