CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Pouco a falar de esportes no novo governo Paulo Câmara


Incorporada novamente junto à Educação, a pasta de Esportes no segundo mandato do governador Paulo Câmara ainda não tem tantas definições, mas deve manter a mesma estrutura do último quadriênio. Ontem, na posse dos novos secretários, o setor esportivo foi oficialmente incorporado à Secretaria de Educação, sob responsabilidade de Frederico Amâncio, um dos quatro representantes dos primeiros quatro anos do Governo Câmara que permaneceu no cargo. O secretário afirmou que ainda vai definir a equipe que cuidará de Esportes, mas que já conversou com o governador Paulo Câmara e os projetos que fizeram sucesso irão permanecer.

“A gente deve, ao longo dessa semana, fazer essas definições (da equipe de Esportes). Temos boas conversas em andamento e o time atual da Secretaria Executiva de Esportes é excelente. Ainda vamos também fazer discussões (de orçamento), mas a decisão do governador Paulo Câmara é de manutenção dos projetos que estão em andamento em Esportes. E agora vamos lutar para ter mais projetos novos”, disse o secretário.

Capitaneada pelo agora deputado federal Felipe Carreras e com Diego Pérez como secretário executivo, a pasta de Esportes da primeira gestão do Governo Paulo Câmara se apoiou em quatro grandes projetos: Bolsa Atleta, Time PE, Ganhe o Mundo Esportivo e Jogos Escolares de Pernambuco (JEPs). Programa de incentivo ao esporte para atletas e paratletas, o Bolsa Atleta oferece benefício que varia de R$ 380 até R$ 2,5 mil. Ano passado 360 atletas foram contemplados. Já o Time PE é mais seletivo e contou em 2018 com 38 participantes. O auxílio prevê pagamento de R$ 2,5 mil para os atletas e R$ 1 mil para os treinadores.

Já o Ganhe o Mundo Esportivo é um intercâmbio esportivo-estudantil com atletas que conquistam resultados e são estudantes da rede pública de ensino. No ano passado, o programa elevou o número de vagas de 20 para 25. Os jovens passam dois meses estudando e treinando em algum centro de excelência fora do Brasil. Por fim, os Jogo s Escolares de Pernambuco o (JEPs) servem de incentivo à pratica esportiva e ferramenta para revelar novos talentos do esporte local. As competições reúnem cerca de 60 mil alunos de mil escolas. O investimento anual é de R$ 2,4 milhões.

“Ao longo dos quatro últimos anos, a área de Esportes no Estado avançou bastante. Inclusive muitos desses avanços já eram integrados com trabalho na Secretaria de Educação, como o fortalecimento dos Jogos Escolares de Pernambuco e o Ganhe o Mundo Esportivo. Projetos já feitos com a Educação, mostrando a importância dessas parcerias entre secretarias”, disse Frederico Amâncio.

A UNIÃO

Por fim, o secretario também explicou a nova incorporação de Esportes na pasta de Educação no próximo quadriênio: foco cada mais cedo nos talentos esportivos do Estado de Pernambuco. “O melhor ambiente para a gente descobrir cada vez mais jovens talentos no Estado é a escola. Talvez tenha sido um dos motivos que levou o governador a unir as duas pastas novamente, que já estiveram juntas no passado”, complementou.

Via PE Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!