CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES ATUALZADO

JAQUES ATUALZADO

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Alepe vai gastar R$ 1,8 milhão para editar dois livros sobre Miguel Arraes


Depois de críticas públicas e ameaças de embargo e processo por parte do advogado Antônio Campos, a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) havia cancelado ou suspendido a dispensa de licitação para confecção de dois livros em homenagem ao ex-governador Miguel Arraes, do PSB. Ao custo de quase R$ 2 milhões.

Na virada do ano, o Diário Oficial do Estado trouxe a volta do edital de dispensa.

A primeira autorização dos gastos com essa finalidade por parte da Alepe ocorreu em 2016, mas esbarrou na resistência do Instituto Miguel Arraes (IMA), coordenado pelo neto Antônio Campos.

O neto do ex-governador informou ao Blog de Jamildo que deu o aval em setembro do ano passado.

“O perfil parlamentar Miguel Arraes de Alencar, parlamentar de muitas lutas, obra objeto de uma série de perfis parlamentares da Alepe, teve a não oposição da publicação da obra pela Alepe, pelo Instituto Miguel Arraes, em setembro de 2018, desde que respeitadas às normas legais, restringindo-se a responsabilidade/autorização do Instituto, unicamente, em liberar as imagens de Miguel Arraes, o que ficou registrado através de documento hábil. Qualquer outro aspecto deve ser indagado a Alepe”, informou Antônio Campos, em nota.

No ano passado, a Alepe havia informado que os valores seriam usados para a confecção de 8 mil livros em homenagem ao ex-governador Miguel Arraes, cujo centenário seria em 2017.

Na época, o custo total informado era de R$ 1.786.000,00. A contratada sem licitação será uma editora e gráfica sediada em Olinda. No ano passado, o nome do político local teve o nome inscrito no livro dos heróis da pátria, em Brasília.


Via PE Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!