CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Produtos da agricultura familiar são atrativos da 77ª Exposição de Animais do Cordeiro no Recife; associação de Petrolândia participa

Em Pernambuco, o setor da agricultura familiar é o principal responsável pela produção dos alimentos que chegam à mesa da população. Devido à sua representatividade, a agricultura familiar ganha força no estande da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), em todas as edições da Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, realizada no Parque de Exposição do Cordeiro, no Recife. Nesta 77ª edição, a feirinha da agricultura familiar ocupa lugar de destaque no espaço da Sara, situado numa área total de 420 metros quadrados, na rua principal do evento.

Até o próximo domingo (11), associações de produtores rurais de diversas regiões do Estado participam do evento, considerado o maior do Norte-Nordeste e uma janela de oportunidades para grandes negócios. Por meio do apoio de suas vinculadas, Adagro, ProRural, IPA, Iterpe e Ceasa, além da Secretaria Executiva de Agricultura Familiar (Seaf), agricultores familiares e artesãos vão expor produtos, os mais diversos, ao público presente, apresentando o resultado de seus trabalhos, que serão comercializados a preços acessíveis.

Entre os alimentos, frutas e verduras, incluindo orgânicos, estão garantidos: mamão, batata doce (e sua farinha), macaxeira a vácuo, jerimum, banana, inhame de duas espécies, mandioca e feijão, dentre outros. Doces de vários sabores, queijos diversos (inclusive de cabra), goma, polpas de fruta, bolos de macaxeira e batata não podem faltar. Os produtos feitos à base de mel também fazem sucesso na feira.

Os visitantes poderão conferir, ainda, produtos fitoterápicos da Amarfitsa (da Muribeca, no Recife); o café Terral, de Taquaritinga do Norte; mudas de plantas (Tamandaré); os produtos da Associação Arte do Sertão (de Petrolândia); a rapadura de Aliança; os agroecológicos da Terra Viva (de Abreu e Lima) e produtos diversos vindos de alguns assentamentos do Estado: Frecundim, Galileia e Ulisses Pernambucano, dentre outros.

Via Assessoria do IPA