CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Petrolândia: Reclamação contra a Compesa em cidades do Sertão é geral e já se fala em privatização da estatal


Falta de água em Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Salgueiro, Petrolândia e outras cidades do Sertão pernambucano já era um problema preocupante há muito tempo, ficou pior nas últimas semanas. Abrir a torneira e receber o líquido necessário à sobrevivência tornou-se questão de sorte nas maiores cidades do Sertão.

Em Afogados da Ingazeira, através da Rádio Pajeú, as reclamações dos usuários são constantes, imagina no escritório local da empresa? O mesmo pode-se assim dizer, são as respostas encontradas e nada convincentes dos que dirigem o órgão na cidade.

Em Salgueiro a Compesa alega que desvios ao longo da Adutora do Sertão, em áreas rurais de Salgueiro e Cabrobó, estariam reduzindo a pressão e, consequentemente, ocasionando o desabastecimento, mas muitas pessoas não estão convencidas disso.   

 “É lamentável que uma estatal como a Compesa tenha em seus quadros funcionário igual ao gerente da unidade de Salgueiro. A cidade está vivendo um caos por falta de água e este servidor não dá satisfação à sociedade! Sociedade esta que paga seu salário em dia. É por essa e outras que a cada dia o povo fica convencido que o melhor é a privatização, a exemplo da Celpe, que hoje é um exemplo de administração e prestação de serviço”, ponderou o internauta salgueirense.

Em Serra Talhada, a Compesa informou através de uma nota divulgada nesta terça-feira (27), que a queda de energia durante a madrugada teria desacoplado a Adutora do Pajeú e que por isso a cidade iria ficar sem o abastecimento até que uma equipe que tinha ido ao local acabasse o conserto, são respostas desencontradas que mais irritam os cidadãos.

Em Petrolândia, a Compesa informou, também através de nota, que por falta de energia uma bomba ficou submersa no último domingo e até à tarde desta terça-feira não tinham solucionado o problema. A Compesa tentando tirar a culpa das sua responsabilidades diz que a Celpe é que tem que enviar uma equipe com equipamentos apropriados para fazer a religação da referida bomba. Como se pode ver, os ineficazes funcionários desta empresa tem respostas pra tudo, menos para fazer um trabalho de abastecimento decente para aqueles que pagam seus salários.

Por Pedro Araújo/Via PE Notícias