CLIMAGEM

CLIMAGEM

TRINDADE MÓVEIS

TRINDADE MÓVEIS

JAQUES

JAQUES

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CHURRASCARIA E HOTEL NILSON

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

CONVENIÊNCIA BODEGA DA VILLA

domingo, 25 de novembro de 2018

Fiscalização resgata 373 animais, apreende armas e destrói 40 fornos de carvoaria, na BA


A Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), composta por diversas entidades baianas e nacionais, conseguiu recuperar, apenas em uma semana, 373 animais silvestres vivos, oito armas de fogo, 180 munições de diversos calibres, 400 espoletas e 209 estojos de munições deflagradas. Também foram localizados e destruídos 40 fornos irregulares utilizados para a produção ilegal de carvão. Até o momento, 15 pessoas foram presas em flagrante por crimes ambientais.

A 43ª etapa da Operação Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) está sendo realizada em municípios da região de Bom Jesus da Lapa. Fazem parte do grupo o Ministério Público da Bahia (MP-BA), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), o Conselho Regional de Medicina Veterinária, além de equipes de biólogos e veterinários da ONG Animallia.

Dos 373 animais silvestres recuperados vivos, 362 eram aves. Eles foram retirados dos cativeiros, triados e tratados por biólogos e veterinários. Foram encontrados também 15 animais silvestres abatidos. 

Um servidor público aposentado foi preso em flagrante no município de Malhada por posse ilegal de arma de fogo e pelos crimes ambientais de caça predatória e manter ilegalmente animais silvestres em cativeiro. Ele foi ouvido e liberado, após pagamento de fiança. O servidor, além de responder pelos crimes, foi autuado pelo IBAMA e multado em R$7.500,00.

Assim que soube da operação, um suposto traficante de animais de Riacho de Santana tentou esconder dezenas de gaiolas no meio da vegetação. Após buscas no local, foram encontrados 42 animais silvestres em péssimas condições. O homem responderá pelos crimes ambientais tipificados nos artigos 29 e 32 da Lei 9.605/98 (caçar ou manter em cativeiro e maus tratos, respectivamente).

Já no povoado de Gameleira, foram destruídos 40 fornos irregulares para a produção de carvão. O proprietário da carvoaria foi multado em R$ 50 mil. Os fiscais também apreenderam aproximadamente 85 m³ de carvão e 120 m³ de madeira.

Duas fábricas de laticínios foram interditadas em Bom Jesus da Lapa e Serra do Ramalho. Além disso, foram apreendidos queijos e iogurtes fabricados sem condições higiênicas, deixando os produtos impróprios para o consumo.

As atividades de fiscalização continuam até a próxima semana e a equipe apresentará os resultados em uma audiência pública, na sexta-feira (30), em Bom Jesus da Lapa.

Por PRF